Mais
×

Bichos que sugam o sangue de cães

Muitos insetos evoluíram para sugar o sangue de vários animais, incluindo cães. Esses bichos, ou ectoparasitas, incluem pulgas, carrapatos, mosquitos e piolhos sugadores. Alguns insetos também sugam o sangue de pessoas ou de qualquer outro animal de estimação com que o cão infestado possa entrar em contato. Escovar e acariciar um cão diariamente ajuda a verificar se existe qualquer sinal desses parasitas. Muitas pragas sugadoras de sangue podem ser evitadas através de medicamentos.

Verifique todo dia se há insetos sugadores de sangue nos cães (PhotoObjects.net/PhotoObjects.net/Getty Images)

Pulgas

As pulgas possuem corpos pequenos e chatos, geralmente de cor preta ou marrom-escura. Não só muitos cães são alérgicos à saliva das pulgas, mas esses insetos também transmitem doenças potencialmente letais, como tularemia, e parasitas internos, como tênias e Dipetalonema reconditum. As pulgas também sugam sangue humano e possuem patas traseiras tão fortes que não precisam de asas. As pulgas adultas sugam sangue. Apesar de seu nome comum, a pulga do gato é a espécie mais encontrada em cães.

Carrapatos

Muitas espécies de carrapatos, como o carrapato-vermelho-do-cão, sugam o sangue de cachorros. Os carrapatos são parasitas redondos de oito patas que incham após se alimentar de sangue. As picadas de carrapato são indolores, então os cães que não se coçam ainda podem carregar carrapatos. Sempre verifique se há carrapatos no cão após ele brincar na mata ou em áreas de crescimento de plantas longas, onde os carrapatos gostam de viver. Esses aracnídeos transmitem muitas doenças caninas, incluindo tularemia, doença de Lyme, febre maculosa, erliquiose canina e babesiose canina, avisa o “Dog Owner’s Home Veterinary Handbook”.

Mosquitos

Os mosquitos transmitem doenças para pessoas, assim como cães. Somente a fêmea suga sangue. O parasita mais comum transmitido para cães por mosquitos é o potencialmente letal Dirofilaria immitis, causador da dirofilariose. Os mosquitos pegam esse parasita ao picar um animal já infectado. As larvas minúsculas, chamadas de microfilárias, penetram na corrente sanguínea do cão antes de migrar para o coração e os pulmões, depois crescem e amadurecem. Os cães não exibem sinais da dirofilariose até estar altamente infestados. A medicação preventiva contra a dirofilariose só mata as microfilárias. É mais eficiente medicar o cão do que tentar matar todos os mosquitos fêmeas na área.

Piolhos sugadores

A pele dos cachorros hospeda dois tipos de piolhos, chamados piolhos mastigadores ou mordedores e piolhos sugadores ou Linognathus setosus. Somente os piolhos sugadores se alimentam de sangue, enquanto os piolhos mordedores alimentam-se da pele dos cães, afirma o “Dog Owner’s Home Veterinary Handbook". Os piolhos sugadores, que atingem um comprimento de apenas 3 mm, movem-se lentamente sobre a pele do cão, mas não consegue voar. Os cães de estimação raramente pegam piolhos sugadores, pois precisam viver em condições imundas sem qualquer cuidado para atraí-los. Ao contrário dos outros bichos que sugam sangue de cães, os piolhos sugadores não sugam sangue humano, apenas sangue canino, de acordo com a Michigan State University (Universidade Estadual de Michigan).

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article