Blender Vs. Rhino

Escrito por g.d. palmer | Traduzido por rodrigo castilhos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Blender Vs. Rhino
Tanto o Blender quanto o Rhino se baseiam em malhas 3D para criar seus modelos (John Foxx/Stockbyte/Getty Images)

O Blender e o Rhinoceros são dois programas de modelagem 3D que podem produzir filmes, gráficos de videogame e outros modelos digitais. Esses programas não oferecem o conjunto de recursos disponível nos programas profissionais mas são mais fáceis de serem obtidos pelos modeladores iniciantes. Eles têm várias semelhanças mas funcionam melhor em diferentes tipos de projetos. O Rhino e o Blender podem ser combinados para maximizar seu uso e produzir modelos mais complexos.

Outras pessoas estão lendo

Rhino

Essa ferramenta de modelagem autônoma é útil para a arquitetura, o desenho industrial e marítimo, o desenho automotivo, a criação rápida de protótipos e o desenho de joias. Alguns profissionais de desenho gráfico e multimídia também o usam. O Rhino usa a modelagem Non Uniform Rational Basis Spline de forma livre, conhecida como modelagem NURBS. Plugins extras tornam o Rhino fotorrealista. Esse utilitário inclui uma linguagem Visual Basic baseada em scripts (sequências de comandos) e pode importar e exportar uma grande quantidade de arquivos de outros programas de modelagem 3D.

Blender

O Blender é uma ferramenta de modelagem poligonal que proporciona melhor tolerância de ajustes do que o Rhino, mas lida menos bem com superfícies curvas. Ele inclui uma ampla gama de recursos, incluindo skinning, texturização, fumaça, simulação de fluidos e partículas, animação, edição e composição de vídeo, renderização e modelagem 3D. Ele funciona melhor na criação de aplicativos 3D interativos, jogos, animações e efeitos visuais para apresentações multimídia. Tem um tamanho de instalação pequeno e funciona em várias plataformas diferentes.

Importar do Rhino para o Blender

É possível criar modelos no Rhino e depois importá-los para o Blender 3D para ter acesso à renderização e texturização avançadas. Prepare o modelo unindo todas as superfícies pertencentes à mesma área. Isso evita alterações acidentais durante a exportação. Visualize a densidade da malha de polígonos e, em seguida, exporte o arquivo nos formatos 3DS ou LWO. No Blender, selecione "Import" (Importar), sob o menu "File" (Arquivo). Selecione 3D Studio ou Lightwave, dependendo do formato do arquivo exportado do Rhino. Escolha o modelo e selecione "Set Smooth" (Configuração de suavização) no painel de edição. Isso suaviza os polígonos e reduz o facetamento. Agora, é possível iluminar ou renderizar o modelo normalmente.

Considerações

Ambos aplicativos oferecem um acesso mais fácil aos modeladores sem muito dinheiro para gastar, porém, como é um programa gratuito e de código aberto, o Blender é menos dispendioso. Uma licença do Rhino para um usuário comercial custa R$ 2.000, enquanto as licenças educacionais custam R$ 400. Softwares profissionais comparáveis, como o Maya, custavam entre R$ 7.000 e R$ 8.200. Como é um produto comercial, o Rhino requer um investimento inicial maior, mas oferece suporte formal aos usuários. O Blender conta com o apoio da comunidade, que pode ter menos respostas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível