Boss ME-70 versus DigiTech RP500

Escrito por andrew tennyson | Traduzido por mariana de mello andré scarani
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Boss ME-70 versus DigiTech RP500
A ME-70 e a RP500 foram feitas para serem usadas com guitarras elétricas (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

A ME-70 e a RP500 são pedaleiras multi-efeitos da Boss e da DigiTech, respectivamente. Ambas possuem dúzias de efeitos, capacidade de modelá-los e pedais de expressão embutidos. Elas diferem primariamente em tamanho, número de pedais e especificações de entrada e saída.

Outras pessoas estão lendo

Tamanho

A Boss ME-70 mede 38,3 cm de largura, 23,1 cm de profundidade e 7,36 cm de espessura em seu maior ponto, com o pedal totalmente pressionado. Ela pesa 3,48 kg, sem nenhum de seus acessórios e melhorias opcionais. A DigiTech RP500 é ligeiramente mais larga e leve, e mede 49,5 cm de largura, 21,8 cm de profundidade e 7,1 cm de altura em seu ponto mais alto, com o pedal totalmente pressionado. Ela pesa, também sem acessórios e melhorias, 2,97 kg. Ambas possuem chassi de metal e vêm com adaptador para corrente alternada. O ME-70 pode também ser alimentado por seis baterias de nove volts.

Características - ME-70

O ME-70 usa um pré-amplificador COSM baseado no Boss GT-10 e nas séries de pré-amplificadores Legend. Sua tela LCD é dividida em sete segmentos, com um LED de dois dígitos. Seus efeitos embutidos incluem dez efeitos de sobrecarga e distorção, dez de modulação, dez de atraso, oito de compressão, oito modulações de pré-amplificação, duas configurações pré-definidas de reverberação, um pedal de wah e um modulador de oitavas. O ME-70 também possui a ferramenta de edição de efeitos EZ TONE da Boss, que permite que os usuários façam ajustes finos em cada configuração de efeitos pré-definida. O ME-70 possui botões dedicados para todos os parâmetros, quatro botões de pé e um pedal de expressão.

Características - RP500

A tela LCD de dez caracteres da RP500 é maior do que a da ME-70. Ela possui 40 bibliotecas de efeitos e tons, 200 configurações pré-definidas e 125 efeitos no total, incluindo 18 de sobrecarga e distorção, três de compressão, dez configurações pré-definidas de coro e flanger, seis efeitos de reverberação, 53 modulações de pré-amplificação, 22 modulações de amplificador de guitarra e uma série de pré-definições de envelope, tremolo, variador de fase e tom. Possui ainda um repetidor de 20 segundos e um sistema de edição de efeitos similar ao EZ TONE. A RP500 possui quatro botões de pé de alta resistência, um a mais do que o ME-70, e também possui pedal de expressão.

Informações adicionais

Ambos os dispositivos possuem conversão digital-analógica (DA) de 24 bits e frequências de amostragem de 44,1 kHz. A ME-70 possui uma entrada para guitarra de 6,3 mm com nível de entrada nominal de -10 dBu, e uma entrada auxiliar com um nível de entrada nominal de -18 dBu. A ME-70 possui um nível de saída nominal de -10 dBu e uma impedância de saída de 2.000 ohms. Como o ME-70, o RP500 possui uma entrada para guitarra de 6,3 mm, mas possui saídas independentes esquerda e direita de padrão XLR com aterramento, além de saídas esquerda e direita de 6,3 mm, saída para fone de ouvido padrão P2 e entrada para reprodutor de CD e MP3 padrão P2. A RP500 vem ainda com o software de produção musical Cubase LE4.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível