O que fazer se um cachorrinho ficar preso no útero de sua mãe

Escrito por richard barker, dvm | Traduzido por jesse mourao
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que fazer se um cachorrinho ficar preso no útero de sua mãe
Algumas raças de cães têm mais dificuldade para parir (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

Quando os animais estão dando á luz, às vezes, os filhotes ficam presos no canal pélvico de suas mães. Um filhote de cachorro pode ser muito grande, se estiver em uma posição anormal ou morto. O canal pélvico da mãe pode ser muito pequeno para a passagem dele, pode estar obstruída, ou a mãe pode ter parado de empurrar para expelir o feto por uma de uma série de razões. Devido ao espaço limitado disponível para manipulação no canal pélvico, a extração pode ser difícil e perigosa, tanto para o filhote como para a mãe.

Outras pessoas estão lendo

Limpeza e lubrificação

Para evitar trauma e introdução de material contaminado no trato reprodutivo da mãe, a vulva deve ser cuidadosamente limpa com desinfetante adequado, como esfoliador com iodopovidona, e com esponjas de gaze embebidas em água limpa. Além disso, luvas de látex devem ser usadas. Durante a manipulação de partes de um cachorro ainda no canal vaginal, algum lubrificante, como o KY, deve ser aplicado em quantidades generosas. A lubrificação melhora a chance de extrair o cachorro sem danos ao animal ou aos tecidos vaginais.

Avaliação

Antes da manipulação de um filhote de cachorro, avalie a posição e a causa provável da situação dele. As seguintes perguntas devem ser respondidas: todos os filhotes já saíram? Alguma parte do cachorro que já está fora da vulva? É a cabeça, o rabo ou as laterais do cachorro que está saindo primeiro? Os pés traseiros ou dianteiros estão saindo primeiro? O cachorro está vivo? A vagina é grande o suficiente para a entrada de um dedo com luva ou instrumento? Existe alguma anormalidade impedindo a passagem vaginal do filhote?

Uma avaliação do estado de saúde da mãe pode indicar a necessidade de tratamento específico, embora o risco de tratar a mãe deve ser pesado contra o perigo de atrasar o nascimento do filhote. Se o cachorro está no canal de nascimento e o espaço não é adequado, um dedo com luva lubrificado ou um instrumento limpo pode ser introduzido para avaliar a posição do cachorro e da condição do canal de nascimento. Em condições normais, os pés da frente devem estar com as patas para baixo ou os pés de trás com as patas para cima. Se o cachorro está de cabeça para baixo ou para os lados, então, provavelmente será necessária uma operação cesariana.

A manipulação do filhote de cachorro

Puxar um membro de um cachorro vivo pode resultar em danos irreversíveis ao animal. Chris Wilcox e Bonnie Walkowicz em seu livro "Successful Dog Breeding" (Criando cães com sucesso) aconselham que a tração suave pode ser aplicada a membros, se necessário, com o mínimo risco de desmembramento, a menos que o cachorro já esteja morto. Se o cachorro está posicionado de tal forma que a cabeça e os pés da frente ou os pés de trás e os quadris estejam no canal, a tração pode ser aplicada na cabeça, nos quadris ou nas pernas do cachorro, e ele pode ser levemente puxado para trás e para baixo em direção às jarretes da mãe e seguindo o caminho natural do canal. O filhote pode ser girado para que os ombros ou os quadris fiquem alinhados com a parte mais larga do canal de nascimento ou em um ângulo de 45 graus com o plano vertical do corpo da mãe. Wilcox e Walkowicz aconselham ainda trabalhar com as contrações da mãe, puxando quando ela está empurrando. A ocitocina pode ser dada sob supervisão veterinária para ajudar com as contrações, embora em casos de obstrução pode ser perigoso e resultar em danos para o útero ou o canal de nascimento.

Evite danos ao filhote de cachorro ou à mãe

A manipulação do filhote de cachorro pode resultar em danos para ele ou para o canal de nascimento, se não for feita com uma técnica suave. Embora a saúde de um filhote de cachorro possa ser comprometida durante o atraso necessário para a preparação para a cirurgia, uma cesariana pode ser a melhor opção para salvar o cachorro, ou outros ainda não nascidos, e para evitar danos irreversíveis ou de ameaça de vida da mãe. O livro "Blackwell's Five-Minute Veterinary Consult" recomenda a manipulação de um filhote por não mais do que 30 minutos antes de optar por uma cirurgia cesariana.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível