Cães para climas frios

Escrito por adrienne farricelli Google | Traduzido por karina silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Cães para climas frios
Uma pelagem longa e grossa ajuda a resistir a temperaturas frias (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Estima-se que os seres humanos trouxeram os primeiros cães domesticados para o Novo Mundo há mais de 12.000 anos, de acordo com um estudo da Universidade da Califórnia. A profunda parceria entre humanos e cães levaram estes a se tornarem seguidores, dispostos a viajar para terras distantes e se adaptar a diferentes climas. Apesar do elevado nível de adaptabilidade da maioria dos cães, algumas raças de cães são significativamente mais bem equipadas para resistir a climas frios do que outras.

Outras pessoas estão lendo

Cães da raça Retriever

Os cães da raça Retriever estão equipados para resistir ao frio, porque possuem uma longa história no uso de caça a aves aquáticas. Os Chesapeake Bay Retrievers, por exemplo, foram usados ​​para caçar aves sob as condições meteorológicas mais adversas, muitas vezes em águas turbulentas e geladas. A pelagem dessa raça parecida com lã ajuda a evitar que a água fria chegue à pele e auxilia na secagem rápida, explica o Clube American Kennel. Os Labradores Retrievers, os Golden Retrievers e os Nova Scotia Duck Tolling Retrievers são outros exemplos de cães equipados com um subpelo resistente às intempéries, que fornece proteção da água e do frio.

Cães para climas frios
O Chesapeake Bay Retrievers teve, muitas vezes, que romper camadas de gelo (Duncan Smith/Photodisc/Getty Images)

Cães pastores e boiadeiros

Esses cães têm sido usados durante séculos para defender o gado dos predadores, muitas vezes em condições de inverno rigoroso. Os Pastores da Anatólia, por exemplo, são grandes, robustos e poderosos cães que prosperam em ambientes frios. O Great Pyrenees é outro exemplo de um cão guardião de gado fiel que não parece se importar com temperaturas mínimas, graças a sua pelagem espessa, resistente às intempéries, que fica sobre um subpelo lanoso. O Kuvasz é outra raça de cão conhecida por tolerar bem climas frios, devido a sua pelagem dupla formada por pelos duros e um subpelo fino e macio.

Cães Spitz

Os tipos de cães Spitz são originários das regiões do Ártico e do Leste Asiático e são caracterizados por sua pelagem dupla, longa e grossa. Muitos foram criados para trabalhar primariamente em ambientes frios, puxando trenós, pastoreando renas ou caçando alces. O primeiro exemplo de cão Spitz de clima frio que sempre vem à mente é o Husky Siberiano, um cachorro resistente, equipado com uma pelagem dupla grossa que permite a ele resistir às condições severas do inverno de sua terra natal. Elkhounds Noruegueses, Keeshonds, Samoiedas, Akitas e Malamutes são outros exemplos de cães do tipo Spitz que se dão bem em climas frios.

Cães para climas frios
Os Huskies Siberianos são conhecidos por sua resistência a climas frios (Thinkstock/Comstock/Getty Images)

Cães de trabalho

Uma grande variedade de cães de trabalho são capazes de suportar climas frios desde que os seus deveres envolvam, frequentemente, passar tempo considerável em ambientes externos. Os São Bernardos, originalmente usados para localizar viajantes congelados durante as tempestades de neve dos Alpes Suíços, estão equipados com uma pelagem muito densa, tornando-os excelentes cães de inverno. Os Bernese Mountain Dog e os Greater Swiss Mountain Dog são dois exemplos de cães que se desenvolvem em climas frios. O Terra Nova, com uma longa história de ajudar pescadores, é uma outra raça equipada com uma pelagem superior que lhe permite suportar até mesmo as temperaturas mais baixas de água.

Cães para climas frios
O São Bernardo trabalhou no frio e traiçoeiro Passo do Grande São Bernardo (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível