×
Loading ...

Como usar uma calculadora financeira para calcular perpetuidade crescente

Atualizado em 23 março, 2017

As calculadoras financeiras podem parecer intimidadoras, mas são particularmente úteis com questões que envolvem fluxos de caixa ao longo de um determinado período de tempo. Esse é o caso com perpetuidades, um fluxo de caixa que continua indefinidamente (perpetuamente). A crescente refere-se a um fluxo progressivo de pagamentos. A parte mais difícil de fazer esse cálculo em uma calculadora financeira é determinar "r", ou a taxa de desconto da taxa.

Instruções

Uma calculadora crescente pode ajudar a determinar perpetuidades crescentes (calculator image by Randy McKown from Fotolia.com)
  1. Reveja a fórmula para uma perpetuidade. A fórmula é: C / r, onde "C" é igual ao fluxo de caixa pago no final de cada ano; e "r" é a taxa de juros. A perpetuidade crescente pressupõe que os fluxos de caixa estejam crescendo a uma determinada taxa a cada ano. A fórmula para esse cálculo é: C / (r - g), em que "g" é a taxa de crescimento do fluxo de caixa.

    Loading...
  2. Procure o cálculo de TIR (taxa interna de retorno) na sua calculadora. Se não vir a tecla específica, é preciso procurá-la no manual.

  3. Coloque a calculadora no modo financeiro.

  4. Defina as variáveis. Suponhamos que tenha uma anuidade crescente para calcular (esse é um problema comum com perpetuidade crescente). Sua anuidade é paga no final do ano 1 e os pagamentos crescem a uma taxa de 6% ao ano. A atual taxa de juros (desconto) é de 8%. O PMT (pagamento) é R$ 100 e r = (1 + taxa de desconto) / (1 + taxa de crescimento) - 1 ou 1,08 / 1,06 - 1. A taxa é de 0,0189.

  5. Insira essas variáveis ​​na fórmula TIR na calculadora. O PMT é R$ 100 ou os fluxos de caixa regulares, e "r" é a taxa na qual a perpetuidade aumentará considerando uma taxa de crescimento. Aperte "Enter" para calcular.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...