Calculando o valor de DPMO (Defeitos por um millhão de oportunidades)

Escrito por ehow contributor | Traduzido por roberto w. nobrega
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Calculando o valor de DPMO (Defeitos por um millhão de oportunidades)
É simples calcular o valor de DPMO (Defeitos por um millhão de oportunidades) (Sigma Silver 3D image by treenabeena from Fotolia.com)

Defeitos por um milhão de oportunidades, ou DPMO, é um método fácil de medir o desempenho de um processo. O método é utilizado frequentemente em iniciativas de Seis Sigma. O DPMO também serve como base para o cálculo dos valores do sigma de processo, uma outra medida de desempenho. Diferentemente do método de defeitos por unidade (DPU), que fornece o número de produtos defeituosos, o DPMO leva em conta a realidade de que pode existir mais de um defeito em um único produto.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Calculadora

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Descubra o número de oportunidades para defeitos que existem em uma unidade. Para isso, considere tudo o que possa acontecer de errado com o produto e que também seja importante para os seus clientes.

    Digamos que você produza dispositivos eletrônicos, e que cada um deles seja composto de cinco peças. Cada uma dessas peças podem ter uma chance de defeito caso um problema fosse indesejável para um cliente. Agora, digamos que o seu cliente queira o dispositivo entregue dentro de um prazo de cinco dias úteis. Como tempo de entrega é importante para o seu cliente, um atraso na entrega também é um defeito. Se os seus clientes não ligam para cor, então, uma diferença de cor não é defeito.

    Depois de listar todos os possíveis defeitos em seu produto ou serviço, conte-os para determinar o número de chances por unidade.

  2. 2

    Produza uma amostragem de dados para determinar a quantidade total de defeitos que o processo produz. Quanto mais amostragens você produzir, mais confiável será a medida do seu DPMO. Para cada unidade examinada, conte o número de defeitos que encontrar. Conte quantas amostras foram inspecionadas (número de unidades) e o número de defeitos encontrados.

  3. 3

    Agora que você tem os dados, basta um cálculo simples para descobrir o seu DPMO: (1.000.000 x número de defeitos) / (número de unidades x número de chances).

    Cálculo de fábrica de dispositivos:

    Número de defeitos: 9 Número de chances por unidade: 6 (5 peças + tempo de envio) Número de unidades: 30 (dispositivos que foram inspecionados)

    DPMO = (1.000.000 x 9) / (6 x 30) = 50.000

    Razoavelmente, pode-se esperar que uma fábrica que produza um milhão de produtos tenha 50.000 defeitos nesses dispositivos.

Dicas & Advertências

  • Uma boa regra prática para a amostragem de dados é coletar pelo menos 30 amostras.
  • É uma boa ideia produzir amostragens ao longo de um dia ou de uma semana para obter uma melhor indicação do desempenho geral do processo.
  • Não exagere na contagem de oportunidades de defeitos. Conte apenas as preocupações que são importantes para os seus clientes.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível