Como calcular o coeficiente de absorção molar

Escrito por jack brubaker | Traduzido por franciele gobi
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como calcular o coeficiente de absorção molar
Utilize uma calculadora para facilitar os cálculos (Jupiterimages/Pixland/Getty Images)

Os químicos frequentemente usam um instrumento chamado de ultravioleta-visível, ou UV-Vis, que é um espectrômetro usado para medir a quantidade de radiação ultravioleta e visível absorvida por compostos. Essa quantidade depende de três fatores: a concentração (c) da amostra; o comprimento do percurso (l) do suporte da amostra, que determina a distância sobre a qual a amostra e a radiação interagem; e o coeficiente de absorção molar (e), às vezes referido como coeficiente de extinção molar. A equação é expressa como A = ecl e é chamada de lei de Beer. A equação, portanto, contém quatro variáveis e, para determinar qualquer uma das quatro, é necessário conhecer o valor das outras três.

O que você precisa?

  • Calculadora
  • Espectro de absorbância

Lista completaMinimizar

Instruções

    Cálculos

  1. 1

    Determine a absorbância do composto no comprimento de onda desejado. Essa informação pode ser extraída do espectro de absorbância produzido por qualquer instrumento padrão de UV-Vis. Os espectros são normalmente representados graficamente como absorbância em função do comprimento de onda em nanômetros. Geralmente, a aparição de "picos" no espectro indica os comprimentos de onda de interesse.

  2. 2

    Calcule a concentração da amostra em mols por litro, mol/L, também conhecida como molaridade (M). A equação geral da molaridade é

    M = (gramas de amostra) / (peso molecular do composto) / litros de solução.

    Por exemplo, uma amostra contendo 0,10 gramas de tetrafenilciclopentadienona, com um peso molecular de 384 gramas por mol, dissolvido e diluído em metanol, para um volume final de 1 litro, teria uma molaridade de:

    M = (0,10 g) / (384 g/mol) / (1,00 L) = 0,00026 mol/L.

  3. 3

    Determine o comprimento do percurso através do suporte de amostra. Na maioria dos casos, esse valor é 1,0 cm. Outros comprimentos são possíveis, particularmente ao lidar com suportes de amostra destinados a amostras gasosas. Muitos espectroscopistas incluem o comprimento do percurso com a informação da amostra, impressos no espectro de absorbância.

  4. 4

    Calcule o coeficiente de absorção molar de acordo com a equação A = ecl, onde A é a absorbância, c é a concentração em mols por litro e l é o comprimento do percurso em centímetros. Isolando e, essa equação torna-se e = A / (cl). Continuando o exemplo do Passo 2, a tetrafenilciclopentadienona exibe dois máximos em seu espectro de absorbância: 343 nm e 512 nm. Se o comprimento de percurso for 1,0 cm e a absorbância a 343 for 0,89, então:

    e(343) = A / (cl) = 0,89 / (0,00026 * 1,0) = 3423

    E para uma absorbância de 0,35 a 512 nm,

    e(512) = 0,35 / (0,00026 * 1,0) = 1346.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível