Como calcular o custo da hora extra dos funcionários

Escrito por tia benjamin | Traduzido por maria renata c. m. siqueira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como calcular o custo da hora extra dos funcionários
Como calcular a hora extra de seu funcionário (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Calcular o custo da hora extra não é um exercício simples. As regulamentações do estado e da federação, os contratos negociados e os benefícios de compensação do empregado e as taxas podem afetar a taxa de pagamento pela hora extra. Computar o custo da hora extra com acurácia permite que o empregador tome uma decisão informada sobre o método mais efetivo em sentido de custos para desenvolver o trabalho. Em alguns casos, a hora extra pode ser ser mais barata do que contratar um novo membro para a equipe, entretanto em outros casos, aumentar a força de trabalho dará um melhor retorno de investimento na empresa.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Identifique o número de horas extras que os empregados desenvolvem durante uma semana em particular. Normalmente, isso será calculado através das horas a mais do que as 40 horas trabalhada em uma semana. Cheque quais regras de sindicatos ou políticas estão sendo aplicadas para determinar se as horas sem trabalhar descontam as horas extras - por exemplo, alguns contratos permitem que as férias ou a falta por doença sejam contadas como horas trabalhadas para o cálculo de hora extra.

  2. 2

    Revise a legislação do estado e da federação, para determinar se uma taxa particular de hora extra está determinada por lei. Por exemplo, a Constituição Federal de 1988 no seu artigo 5º, inciso XVI diz que a remuneração do serviço extraordinário (hora extra) deve ser superior, no mínimo, em cinqüenta por cento à do normal.

  3. 3

    Determine o que será incluso na taxa de hora extra. Alguns prêmios ou bônus podem ser inclusos e outro não. Isso dependerá da política e das razões para dar o bônus. Os custos de benefício não são inclusos.

  4. 4

    Compute a taxa. Por exemplo, se um funcionário ganha R$ 20 por hora, e trabalha 13 horas em um dia, 5 das quais são horas extras, e que não possui nenhum prêmio para tal terá o seguinte custo mínimo de hora extra no Brasil: 5 horas recebendo o valor de no mínimo R$ 40,00 por horas. O que geraria um custo total de hora extra para o empregador de R$ 200,00.

  5. 5

    Calcule, por exemplo, se as horas extras custam ao empregador mais do que contratar mais funcionários, comparando a taxa normal de pagamento com os benefícios inclusos; e os custos de férias, doença, aposentadoria e seguro social adicionado ao custo da hora extra. Uma empresa típica do setor privado tem benefícios de 0,35 porcento, enquanto uma agência do governo tem uma carga de benefício de 0,59 porcento. Por isso, contratar um empregado extra para desenvolver 5 horas de serviço custaria ao setor privado R$ 135,00 - uma poupança de R$ 25,00 em relação ao pagamento da hora extra - mas em uma agência do governo seria pago R$ 158,00 pelas mesmas cinco horas, economizando apenas R$ 2,00. Se a hora extra fosse mínima - somente paga pela hora e pela metade da taxa - seria mais barato para o governo pagar pela hora extra do que contratar novos trabalhadores, mesmo se a hora extra fosse uma obrigação vigente.

Dicas & Advertências

  • A lei da hora extra é complexa, e as penalidades podem ser custosas. Se você estiver em dúvida quanto as obrigações legais da hora extra, consulte um advogado.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível