Como calcular o custo de mão de obra direta

Escrito por alan kirk | Traduzido por rodrigo castilhos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como calcular o custo de mão de obra direta
Ponha tudo na ponta do lápis (Medioimages/Photodisc/Photodisc/Getty Images)

Muitas empresas subestimam o custo de mão de obra direta. O truque para calcular o seu custo é certificar-se de incluir tudo o que seja uma despesa para sua empresa, na hora de contratar e manter um funcionário. Isso não é apenas o quanto você paga para a pessoa, mas também o quanto ter um empregado influenca em seus prêmios de seguro, custos de benefícios, imposto de renda, etc.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Relatórios financeiros
  • Balanço financeiro
  • Programa de planilha
  • Registros precisos da folha de pagamento

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Calcule os salários totais que você paga aos seus colaboradores. Isso inclui todos, o salário dos de ajuda temporária até o do diretor da empresa. Todos esses salários fazem parte do seu custo de mão de obra direta.

  2. 2

    Analise os gastos ligados aos seus funcionários e ao plano de pensão que você paga. Algumas empresas não colocam nenhum dinheiro em planos de pensão, o que mantêm seus custos em praticamente zero, enquanto outras incluem uma certa porcentagem que cada empregado contribui. Se a sua empresa contribui com essa porcentagem, ela deve ser incluída nos gastos de pensão como custo de mão de obra direta. Algumas empresas inclusive contribuem com o plano de pensão de um colaborador sozinhas; mais uma vez, isso faz parte do custo de mão de obra direta.

  3. 3

    Calcule os gastos da empresa com plano de saúde para os funcionários. Inclua qualquer quantia que sua empresa contribua com o seguro de invalidez para os empregados. Isso inclui tanto os custo de invalidez de curto quanto de longo prazo da empresa, que são pagos pelo empregador. Isso deve ser totalizado para obter os seus gastos com assistência médica como parte do custo de mão de obra direta.

  4. 4

    Adicione o custo total que sua empresa deve pagar em prêmios de compensação aos trabalhadores. Essa quantia varia de acordo com o total da sua folha de pagamento e da classificação da empresa, por isso deve ser considerada na determinação dos custos de mão de obra direta.

  5. 5

    Inclua a contribuição do empregador para os impostos que devem ser pagos por cada funcionário. Isso inclui a parte do empregador em impostos federais e estaduais, bem como os seguros social e médico.

  6. 6

    Adicione qualquer custo adicional relacionado à contratação de funcionários, como anúncios de oportunidade de emprego ou a contratação de um caça-talentos. Se você utilizar uma agência de emprego, inclua esse gasto no seu custo de mão de obra direta.

  7. 7

    Combine os totais de cada categoria para chegar ao custo total de mão de obra direta.

Dicas & Advertências

  • Se você oferece benefícios adicionais, como o uso de uma propriedade de férias da empresa na praia ou bônus de referência, eles também devem ser incluídos no seu custo de mão de obra direta.
  • Considere o serviço de um contador para ajudar você no cálculo de mão de obra direta. Muitas empresas deixam de fora muitos itens que eles poderiam incluir. Se você não tem um contador na equipe, considere contratar um de fora da empresa para ajudar com este relatório e outros relatórios financeiros.

Não perca

Referências

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível