×
Loading ...

Como calcular a distribuição normal padrão acumulada inversa

Atualizado em 21 julho, 2017

A distribuição normal, também chamada de distribuição de Gauss, é o pilar fundamental da estatística. Essa distribuição é usada para representar diferentes probabilidades de uma variável aleatória (por exemplo, para calcular a chance de uma pessoa possuir entre 1,50 e 1,80 metros de altura). A fórmula da função inversa da distribuição normal é uma fórmula muito complexa, tornando muito difícil a realização desse cálculo utilizando apenas papel e caneta; no entanto, programas computacionais de planilhas frequentemente incluem funções projetadas para determinar o valor dessa função.

Instruções

O cálculo da função inversa da probabilidade padrão acumulada é feito através de planilhas eletrônicas (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)
  1. Faça o download e a instalação do Open Office (veja a seção Recursos). Abra o Open Office e selecione o programa de planilhas. Isso lhe levará até uma planilha em branco.

    Loading...
  2. Vá até a célula A1 e digite "Média". Na célula A2 digite "Desvio Padrão". Vá até a célula B1 e digite o valor zero (0). Na célula B2 digite o valor um (1). A distribuição normal possui uma média igual a zero e um desvio padrão igual a 1.

  3. Vá até a célula C1 e digite "Probabilidade". Começando na célula C2, em sentido descendente, digite a probabilidade como números entre zero (0%) e um (100%). Caso deseje calcular mais de uma distribuição normal inversa será necessário criar uma probabilidade diferente para cada cálculo. Digite todas as suas probabilidades (caso possua mais do que uma) na coluna C. Lembre-se, a inversa da normal acumulada utiliza a probabilidade como entrada, e a probabilidade é sempre um valor entre zero e um, mas nunca igual a zero ou um.

  4. Na célula D1 digite "Distribuição Normal Padrão Acumulada Inversa". Digite a fórmula para a distribuição normal inversa na célula D2. As entradas na fórmula são o valor de probabilidade, a média e o desvio padrão. A fórmula é "=INV.NORM(C2, $A$2, $B$2)".

    Caso seja necessário calcular mais de uma inversa, copie e cole a fórmula da célula D2 nas células da coluna D, conforme necessário.

Loading...

Dicas

  • A função =INV.NORM toma a probabilidade, a média e o desvio padrão como variáveis de entrada e dá como resultado a função padrão acumulada inversa. Uma forma fácil de verificar sua precisão é utilizar a função =DIST.NORM() do Open Office. Ao usar o resultado de INV.NORM na célula D2, será possível obter a probabilidade novamente (será o mesmo número presente na célula C2).
  • Por exemplo: Digite "=INV.NORM(D2)" na célula E2, o valor será igual ao valor em C2.
  • Caso queira utilizar o Excel em vez do Open Office, a fórmula INV.NORM é a mesma. Para verificar seus cálculos, utilize "=DIST.NORM(D2, $A$2, $B$2,1)". Essa fórmula funcionará no Excel 2003 e em versões mais novas.

Aviso

  • Não esqueça dos sinais de cifrão "$", pois eles são necessários para manter a média e o desvio padrão constantes ao copiar e colar a fórmula.

O que você precisa

  • Open Office (Ver a seção Recursos)

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...