×
Loading ...

Como calcular o rendimento efetivo de um título

Um título é um investimento em que o comprador oferece uma quantidade predeterminada de dinheiro ao mutuário, que promete devolver todo o montante com juros no final do período especificado. O rendimento efetivo é a taxa anual de juros previstos para um comprador de títulos, assumindo que ele reinvista todos os pagamentos de juros recebidos. O rendimento efetivo deve ser distinguido do rendimento nominal. Os títulos geralmente pagam juros semestralmente (duas vezes por ano) e isso resulta em rendimentos listados no cupom (o rendimento nominal), sendo ligeiramente diferente do rendimento efetivo.

Instruções

Como calcular o rendimento efetivo de um título (Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images)
  1. Encontre a taxa do cupom. Chame essa variável de "i". Ela é listada com o título e também é chamada de rendimento nominal.

    Loading...
  2. Encontre o número de pagamentos de juros por ano. Chame essa variável de "n". Para os título padrões, existem dois pagamentos por ano.

  3. Calcule o rendimento efetivo dos títulos usando a seguinte fórmula: [ [1 + (i/n) ] ^ n ] - 1

Loading...

Dicas

  • A razão do rendimento efetivo de um título ser mais precisa do que em um rendimento nominal é que um rendimento nominal presume que todos os juros serão pagos no final do ano. Como, para os títulos, a metade dos juros são pagos após seis meses, os investidores têm acesso ao pagamentos de juros mais cedo do que o cálculo do rendimento nominal assumiria. O rendimento efetivo explica o benefício de receber essa metade antes.

Aviso

  • O cálculo do rendimento efetivo assume que o comprador dos títulos reinvestirá o pagamento de juros mais cedo, no mesmo ritmo que o cupom. Por exemplo, se depois de seis meses o investidor só pudesse voltar reaplicar o pagamento de juros de R$ 25 de um cupom de 4%, o cálculo do rendimento efetivo de 5,0625% não estaria correto.

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...