Como calcular a velocidade de fluxo na tubulação de drenagem

Escrito por ryan menezes | Traduzido por luiza bomfim
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como calcular a velocidade de fluxo na tubulação de drenagem
Certifique-se de que o fluxo do cano de escoamento não sobrecarregue as outras infraestruturas de drenagem (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

A velocidade na qual a água flui para baixo de um tubo de drenagem depende da queda de pressão entre as suas duas extremidades. O diferencial de pressão impulsiona a água, e quanto maior for a pressão, maior será o fluxo. As dimensões da tubulação de escoamento também afetam a taxa de fluxo. Um cano mais largo permite que a água passe a uma taxa mais elevada, e um tubo mais longo restringe o fluxo. Finalmente, para calcular a taxa de fluxo é necessário levar em conta a viscosidade da água, e é essa viscosidade que descreve a sua espessura.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Eleve ao quadrado o raio do cano de escoamento. Por exemplo, se o cano tem um raio de 0,015 m, então 0,015 ² = 0,000225 m².

  2. 2

    Multiplique o resultado pela queda de pressão da tubulação. Por exemplo, se a queda de pressão ao longo do tubo for de 400 Pa (Pascal), então 0,000225 × 400 = 0,09 N (Newtons).

  3. 3

    Divida a resposta por uma constante de conversão de valor 8. Por exemplo, 0,09 ÷ 8 = 0.01125 N.

  4. 4

    Multiplique o resultado pelo comprimento do tubo. Por exemplo, se o tubo tiver um comprimento de 30 m, então 0,01125 X 30 = 0,3375 N/m.

  5. 5

    Divida o resultado por 0,01, que é a viscosidade da água, medido pelo equilíbrio. Por exemplo, 0,3375 ÷ 0,01 = 33,75 m/s. Essa é a velocidade da água que passa pelo cano de escoamento medida em metros por segundo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível