Como um cão deve se recuperar de uma cirurgia de displasia da anca

Escrito por fran hodgkins | Traduzido por jesse mourao
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como um cão deve se recuperar de uma cirurgia de displasia da anca
Muitas raças de cães sofrem de problemas no quadril (Comstock/Comstock/Getty Images)

Muitas raças de cães sofrem de problemas no quadril. Uma cirurgia de displasia da anca pode resolver este problema e proporcionar ao seu cão mais alguns anos de vida livres de dor. Contudo, durante o período de recuperação, após a cirurgia de substituição do quadril, muitas das atividades normais do cão devem ser rigorosamente monitoradas enquanto as juntas se firmam e os novos ossos sarem. Você pode ajudar no processo de cura do cão, tomando algumas medidas de proteção para garantir uma recuperação completa.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Caixote
  • Grades para bebês
  • Coleira

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Certifique-se de que seu cão descansa durante as primeiras seis a oito semanas após a cirurgia. Para restringir o movimento, coloque-o dentro de um caixote ou em um quarto, fechando as portas ou utilizando grades para bebê para bloqueá-las. Subir escadas está fora de cogitação, assim como saltar em camas, cadeiras ou sofás. Quando o cão tiver de urinar ou defecar, leve-o para fora em uma coleira, para evitar muito movimento.

  2. 2

    Preste atenção a possíveis escorregamentos e riscos de queda. Se a sua casa possui pisos de azulejo ou de madeira escorregadios, mantenha o cão longe deles durante o período de recuperação. A queda pode deslocar os materiais da substituição ou até resultar em uma fratura óssea.

  3. 3

    Faça-o caminhar lentamente. Após o período de recuperação inicial, comece a andar com o cachorro em uma coleira. Essa é a melhor maneira de incentivá-lo a começar a usar a perna reparada novamente. Comece com passeios lentos e curtos e, com o passar do tempo, aumente gradualmente o tempo e a distância da caminhada.

  4. 4

    Ajude-o a exercitar a perna operada. O veterinário pode indicar uma série de exercícios de fisioterapia para o seu cão. Estes exercícios irão fortalecer a perna durante seu processo de recuperação, além de ajudar no retorno de todos os movimentos.

  5. 5

    Volte a rotina normal. Seu veterinário fará um exame de acompanhamento no seu cão após o período de 12 semanas. Se tudo estiver bem significa que ele já deve ser capaz de retornar a todas as suas atividades normais. Você perceberá que ele irá parecer bem mais ativo do que antes da cirurgia, pois, certamente, ele está se sentindo muito melhor.

Dicas & Advertências

  • A maioria das complicações de uma cirurgia de displasia da anca canina acontece nas primeiras 12 semanas. Acompanhar atentamente as atividades do seu cão evitará complicações, como o deslocamento.
  • Tenha cuidado para que seu cão não sinta dor enquanto realiza os exercícios de fisioterapia.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível