Mais
×

Características das colônias de Bacillus subtilis

Atualizado em 23 março, 2017

As bactérias vivem em grupos chamados de colônias, que quando cultivadas podem formar conjuntos visíveis ao olho nu. Colônias de bactérias são criadas a partir de um organismo, sendo então geneticamente idênticas. As várias bactérias em uma colônia trabalham juntas, fazendo com que seja como um único organismo. A Bacillus subtilis é uma espécie de bactéria utilizada para se estudar características de colônias. Ela cresce rapidamente sobre ágar em praticamente qualquer condição, possuindo características peculiares.

Colônias de bactérias, quando cultivadas, podem ser vistas a olho nu (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

O que são?

Bacillus subtilis é uma das várias bactérias encontradas naturalmente dentro do corpo humano. Ela também é comum em vegetais e outras plantas no solo. Estas bactérias somente são prejudiciais quando as colônias estão muito grandes e começam a infectar o corpo. Elas possuem forma de bastonete, com um flagelo, ou cauda pilosa, que o impulsiona.

Características das colônias

Todas as características dos Bacillus subtilis podem ser observadas enquanto as bactérias crescem em superfícies de ágar. Uma colônia dessa espécie é geralmente circular, com bordas irregulares e coloração creme ou branca. As bactérias se espalham a partir do centro, mantendo o formato circular irregular da colônia. É possível enxergar os indivíduos movendo-se juntos sob um microscópio. As bactérias viajam em bandos, movendo a colônia. Os Bacillus subtilis somente podem se mover em uma direção, para a frente.

Variações relacionadas ao ágar

As colônias de Bacillus subtilis são afetadas pela qualidade do ágar no qual estão crescendo. Uma colônia não morre se o ágar não for o ideal. As bactérias são resilientes, capazes de viver em condições secas ou muito úmidas. No ágar seco, a colônia fica com o formato circular, porém forma ramos que irradiam do centro. As bactérias se movem em linha, lubrificado o ágar para as que estão atrás. Além disso, essa espécie produz esporos em ágar seco.

Se mais umidade for adicionada ao ágar seco, um formato de "alvo" e de um círculo mais irregular se formarão. Quando o ágar está muito úmido, a colônia começa a crescer sobre ele, cavando para baixo e então para a frente, formando camadas.

Efeitos das colônias em humanos

Quando as colônias de Bacillus subtilis crescem mais do que o corpo consegue aguentar, podem causar uma infecção conhecida como intoxicação alimentar. Essa condição pode ocorrer após uma pessoa ingerir comida contendo a bactéria. Sintomas incluem diarreia, náusea e vômito. De acordo com um anúncio do Huntingdonshire do Great Britain District Council, sobre intoxicação com Bacillus subtilis, a pessoa afetada pode começar a sentir os sintomas em 10 minutos após a ingestão da comida contaminada, sendo que podem durar dois dias.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article