Conhecimento

Características que definem um ser vivo

Escrito por robert spearing | Traduzido por liana fernandes
Características que definem um ser vivo

Reprodução em um organismo vivo.

Jupiterimages/liquidlibrary/Getty Images

Do mais simples organismo unicelular ao complexo ser humano, existem impressionantes variedades de seres vivos na Terra. A biologia é o estudo de todas as formas e sistemas de vida. Para estudar a extraordinária diversidade desses sistemas, é importante primeiro distinguir coisas vivas e não-vivas. Não há uma característica única que defina a vida. Ao invés disso, há certas propriedades em geral compartilhadas por sistemas vivos, que sistemas não-vivos não apresentam. Seres vivos devem apresentar todas as características seguintes, e não apenas um desses atributos. Por exemplo, cristais de açúcar e sal crescem, mas não são seres vivos.

Outras pessoas estão lendo

Complexidade e extrema organização

Seres vivos são complexos e extremamente organizados. Sistemas não-vivos, como terra, água e ar são misturas aleatórias de compostos simples. Organismos vivos são compostos pelos mesmos "tijolos", mas organizados de forma muito específica e complexa. Esses tijolos - átomos e moléculas - são dispostos para formar células e as diversas estruturas especiais encontradas dentro delas. As células então organizam-se para formar tecidos, que, por sua vez, formam sistemas de órgãos em organismos maiores, como o ser humano.

Obtenção e uso de energia

Todo ser vivo possui algum tipo de metabolismo. Isso significa que eles extraem energia do meio ambiente e a transformam. A energia é usada para manter e criar a organização característica dos seres vivos. A fonte original de energia para a maioria dos organismos vivos no planeta é o sol. Plantas transformam a energia do sol em energia química pela fotossíntese. Animais e outros organismos obtêm sua energia utilizando aquela armazenada pelas plantas. Uma forma de metabolismo é uma das características mais importantes da vida, uma vez que, sem absorção constante de energia, a maioria dos organismos desestrutura-se e morre.

Homeostase

Seres vivos são homeostáticos. Isso significa que possuem a habilidade de permanecer estáveis. Por exemplo, os humanos se mantêm homeostáticos com a regulação de uma temperatura corporal constante de cerca de 37° Celsius. Embora nem todos os seres vivos mantenham uma temperatura constante, todos são homeostáticos em sua composição química.

Reação a estímulos

Diferentes organismos reagem a uma grande variedade de estímulos. Contudo, a capacidade de reagir a estímulos é característica fundamental e quase universal aos seres vivos. Por serem úteis ou produtivas aos organismos vivos, suas reações a seus meios são frequentemente distinguíveis das reações de sistemas não vivos.

Reprodução

Seres não-vivos não demonstram capacidade de se reproduzir em tamanho, forma e estrutura interna quase idênticos, como os seres vivos fazem. Organismos vivos fazem mais cópias de si mesmos através de métodos como meiose, mitose e reprodução sexuada e assexuada. A enorme biodiversidade do planeta é resultado da reprodução sexual de seres vivos.

Crescimento, desenvolvimento e adaptação

O crescimento e o desenvolvimento são uma extensão direta da organização e complexidade, características de todos os seres vivos. Estes organismos são adaptados aos ambientes em que vivem e à forma como agem nesses meios. Este é o produto de gerações de adaptações e desenvolvimento. A vida não implica crescimento contínuo e o envelhecimento ocorre quando o organismo não consegue manter sua habilidade de se restabelecer.

Mais galerias de fotos

Comentários

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media