Características do grafite, da hematita e do feldspato

Escrito por tom pace | Traduzido por joanna riva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Características do grafite, da hematita e do feldspato
Muitas pessoas examinam minerais por diversão, mas isto é também uma habilidade de valor inestimável na indústria (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

A hematita, o grafite e o feldspato tiveram papéis importantes na história da humanidade e da indústria por milhares de anos. Devido às suas inúmeras aplicações na história e na vida cotidiana, é muito útil aprender como identificar estes materiais fazendo observações elementares de seus traços físicos.

Outras pessoas estão lendo

Entendendo propriedades dos minerais

Seja em uma discussão acadêmica, fórum industrial ou entre colecionadores, minerais são descritos por um conjunto de propriedades físicas que prontamente os identificam. No geral, estas propriedades podem ser facilmente verificadas a fim de evitar a necessidade de análises químicas complexas. Embora existam avaliações que possam ser realizadas em laboratório, a maioria dos minerais pode ser identificada ao se julgar seu brilho, dureza, a tendência do material em se quebrar em planos (clivagem) e a cor do mineral após ter sido pulverizado.

Características da hematita

A hematita é o minério primário do qual se deriva o ferro, portanto, é a origem da maioria dos produtos de aço. Sua fórmula química é Fe2O3, transcrita como óxido de ferro III. Apesar de amostras de hematita apresentarem uma variedade de cores e texturas, todos os traços de hematita formam um pó vermelho-ferrugem. Na verdade, a hematita é quimicamente idêntica à ferrugem, e o nome "hematita" vem da palavra grega correspondente a "sangue", por causa de sua cor. A hematita tem um brilho metálico, e em grandes amostras puras isto lhe confere uma aparência similar à prata. A sua dureza relativa é de 6,5 (similar à pirita) e não apresenta clivagem.

Características do grafite, da hematita e do feldspato
A cor vermelha de Marte é resultado da hematita em sua superfície (Digital Vision./Digital Vision/Getty Images)

Características do grafite

O grafite é a forma mais comum de carbono puro (a outra é o diamante), e é comumente associado com sua utilização em lápis. Este uso confere ao grafite o seu nome, que deriva da palavra grega que significa "escrever". O grafite tem um brilho submetálico com uma aparência escura que produz um traço preto. Devido à sua pureza química e elegante simetria molecular, o grafite exibe clivagem perfeita. Ao contrário do diamante, seu alótropo, o grafite é um mineral muito macio, com uma dureza relativa que geralmente varia entre 1,5 e 2, que é ligeiramente mais duro do que uma unha.

Características do grafite, da hematita e do feldspato
Lápis são feitos de grafite (Jupiterimages/Goodshoot/Getty Images)

Características do feldspato

O feldspato não é um mineral único, mas uma família de minerais com fórmulas moleculares semelhantes. O feldspato é produzido ao combinarem-se um ou mais átomos de metal a um íon alumínio-silicato. As fórmulas químicas dos feldspatos plagióclases possuem sódio e/ou cálcio, enquanto feldspatos alcalinos possuem potássio. Feldspatos, no geral, possuem uma coloração branca opaca, cujo traço é branco puro. Seu brilho é vítreo, o que significa que sua superfície se assemelha a vidro. Feldspatos têm uma dureza relativa entre 6 e 6,5 e eles exibem clivagem perfeita.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível