Características da arte japonesa

Escrito por max quigley | Traduzido por fernando ursine
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Características da arte japonesa
Artistas usavam vários materiais para produzir formas artísticas tipicamente japonesas (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

A arte japonesa já existe há mais de 10 mil anos, tendo começado com a cerâmica simples e evoluído até os desenhos e animes. Ela foi bastante influenciada pelas artes chinesa e europeia e pela cultura americana. A arte japonesa já teve muitas fases e suas características variaram drasticamente ao longo do tempo, mas cada um dos grandes períodos mostrou uma característica peculiar à sua época.

Outras pessoas estão lendo

Arte no período antigo

A arte japonesa começou no período conhecido como Jomon (8.500 a.C. a 300 d.C.). No início, era uma arte simples e primitiva na forma de cerâmica com detalhes feitos com cordas. Durante o período Jomon, a arte evoluiu para figuras de barro finamente decoradas e joias de cristal. De 300 d.C. até o fim do século 7, o Japão vivenciou vários outros períodos artísticos, entre eles os períodos das formas Yayoi e Kofun, nos quais se produziram predominantemente esculturas.

Arte medieval

Do século 7 até o final do século 19, o Japão entrou em uma nova fase da produção artística. Os períodos Asuka e Nara, Heian, Kamakura, Muramachi, Azuchi-Momoyama, Edo e Meiji viram a introdução de pinturas, variando entre estilos religiosos e seculares. Durante esses períodos, vários estilos de arte foram produzidos, mas todos tiveram as características diferenciais da arte japonesa: wabi (beleza austera), sabi (a beleza do envelhecimento natural) e yugen (graça e sutileza).

Período pré-guerras

A partir do início do século XIX, duas escolas de arte japonesa tomaram forma. Uma dessas era extremamente influenciada pelos ideais ocidentais de arte e é conhecida como o estilo Yoga; a outra era diametralmente oposta a essa escola, visando a produzir arte com características típicas e tradicionais japonesas, conhecida como estilo Nihonga. O estilo Yoga empregou tanto os métodos quanto os materiais ocidentais em suas figuras, como pinturas a óleo, aquarelas, rabiscos de tinta, litografia e água-forte. Já entre as características do Nihonga destacam-se o uso de materiais como tintas feitas de ingredientes naturais, como fuligem, conchas, pedras preciosas e corais. As técnicas de pintura do Nihonga são tipicamente conseguidas com sombreamento e presença ou ausência de contornos.

Período pós-guerra

O Japão pós-Segunda Guerra viu o surgimento da arte comercial e, especialmente, o início dos desenhos japoneses. O anime, uma marca exclusiva da arte japonesa, começou por meio da importação de desenhos americanos dos anos 50 e 60. Os estilos de desenho japoneses podem ser vistos em animações populares hoje em dia, como Pokémon e Yu-Gi-Oh! A arte moderna também é bastante inspirada pela tradição dos animes no país e, além disso, formas tradicionais de pintura estão sendo largamente substituídas por desenhos, inclusive os que aparecem em videogames. Takashi Murakami, um dos mais famosos artistas modernos do Japão, emprega muitos estilos de anime em suas obras em estilo "superflat".

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível