Características da paisagem do bioma da floresta tropical

Escrito por peter de conceicao | Traduzido por ronaldo moretti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
 Características da paisagem do bioma da floresta tropical
Todas as florestas tropicais apresentam características básicas (Ablestock.com/AbleStock.com/Getty Images)

As florestas tropicais habitam o cinturão equatorial e caracterizam-se pela luz solar, calor e grandes quantidades de chuva intensas. As maiores florestas encontram-se na América do Sul, África Central e no arquipélago indonésio. Embora as florestas tropicais em todo o mundo compartilhem certas características, as classificações de floresta podem ser subdivididas dependendo da quantidade de chuva por ano. Essas subdivisões são: floresta tropical perene, floresta sazonal, floresta semiperene e a floresta úmida e seca (ou monção). A topografia de uma floresta tropical varia de região para região, mas todas as florestas tropicais compartilham certas características de vegetação e ecologia.

Outras pessoas estão lendo

Camadas da floresta tropical

Todas as florestas tropicais têm quatro camadas específicas para sua estrutura. A primeira é a camada emergente. Essas são árvores entre 30 e 70 m de altura que têm coberturas em forma de guarda-chuva e são espaçadas umas das outras. Sob a camada emergente fica a cobertura, uma camada densa de folhas e galhos que tem entre 20 e 40 m de altura. Ela absorve quase toda a luz do sol. É essa camada que contém mais da metade dos animais selvagens da floresta tropical. Sob a cobertura fica o sub-bosque que compreende os troncos de árvores e outra vegetação que atinge até 20 m.

Camada de arbusto

A camada de arbustos de uma floresta cresce até 5 m de altura e é composta por arbustos, cipós e samambaias, bem como mudas de árvores que mais tarde formarão as camadas da cobertura da floresta. A vegetação é densa, pois cada planta e árvore competem ferozmente por qualquer luz solar não bloqueada pela cobertura. Muitos animais noturnos encontram-se na camada de arbustos, bem como outras espécies que se cruzam entre os arbustos e as camadas da cobertura.

Chão da floresta

Apenas 2 a 3% da luz solar atinge o chão da floresta. A única vegetação que vive lá se adaptou para níveis de pouca luz. O chão da floresta está repleto de folhas e vegetação em decomposição. A decomposição por bactérias e fungos é rápida e os nutrientes são rapidamente reciclados em um novo crescimento da planta. Isso é devido à qualidade pobre do solo de muitas florestas tropicais. Camadas de nutrientes só existem na camada superficial fina do solo, que é alimentada por plantas mortas e restos de animais. No entanto, existem florestas que têm solos ricos, normalmente áreas de atividade vulcânica, onde solos vulcânicos compõem uma base rica em nutrientes para o crescimento da floresta. A camada superficial da floresta tropical é mantida junta por sistemas densos de raiz.

Adaptação às condições

As florestas tropicais são moldadas pela intensa competição por nutrientes do solo e luz solar; como resultado, as características físicas da vegetação refletem isso. As raízes de árvores são sustentadas para enormes proporções a fim de apoiar um tronco alto e galhos largos. As folhas da cobertura são largas para absorver o máximo de luz solar e são colocadas em camadas com cera para permanecerem impermeáveis no ambiente úmido; isso serve para minimizar o crescimento de fungos. Cipós e epífitas são capazes de proliferar, pois são adaptados para crescer em árvores existentes para alcançar a luz disponível. Cipós e raízes pendentes de vegetação mais alta são comuns nas florestas tropicais.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível