Características do sistema digestivo do cão

Escrito por tracey sandilands Google | Traduzido por luís antonio trigolo júnior
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Características do sistema digestivo do cão
O aparelho digestivo do cão é menor do que o do humano, com o intuito de processar a comida mais rapidamente (Chris Amaral/Photodisc/Getty Images)

O aparelho digestivo do cão é adaptado de acordo com a dieta da espécie. Ele engloba a boca, incluindo os dentes, maxilar e saliva, e o trato gastrointestinal, que inclui a faringe, esôfago, estômago, intestinos delgado e grosso, cólon, pâncreas, vesícula biliar e o fígado. O cão é quase completamente carnívoro e isso faz com que seu aparelho digestivo seja diferente dos humanos onívoros. O trato digestivo canino é também menor do que o humano, o que permite que a proteína no alimento seja processada mais rapidamente.

Outras pessoas estão lendo

Maxilar, dentes e saliva

O cão tem uma poderosa mandíbula que funciona como um gancho para prender a comida. Os dentes são próprios para comer carne, com dentes pequenos na frente para arrancar a carne do osso ou roê-lo. Os incisivos em cada lado cortam a carne em pedaços e os dentes de trás são usados ​​para esmagar os alimentos antes de engolir. O cão não mastiga, por isso, a saliva proporciona lubrificação para ajudar a mover a comida através do seu sistema digestivo.

Os caminhos

A faringe e esôfago são os caminhos para o estômago do cão. Quando o alimento deixa a boca, ele entra primeiro na faringe e depois no esôfago, que o leva através da caixa torácica até o estômago. Um músculo apertado do esfíncter na entrada do estômago garante que a comida passe através dele e não retorne facilmente e impede que o ácido do estômago suba para o esôfago.

O estômago

A comida é armazenada no estômago por um curto período enquanto ela é dissolvida e quebrada pela digestão. Durante esse tempo, as proteínas são separadas para absorção pelo corpo do cão e então a comida passa pelo intestino delgado.

Os intestinos

Enquanto a comida estiver no intestino delgado, ela é dividida em partículas ainda menores que podem ser absorvidas pelo sangue. Nesse estágio a maioria dos nutrientes é absorvida, juntamente com a água e eletrólitos. A comida processada passa então pelo intestino grosso, onde a água e os eletrólitos são extraídos e o que sobrou é transformado em fezes. Enquanto estiverem no intestino grosso, enzimas que produzem bactérias quebram todo o material que é difícil de digerir.

Os orgãos

O pâncreas e vesícula biliar ajudam na digestão dos alimentos, liberando enzimas e bile para o intestino delgado. As enzimas ajudam a quebrar as proteínas e a regular o açúcar no sangue, enquanto que a bile serve para quebrar gorduras. O fígado funciona como área de armazenamento para os nutrientes e proteínas que são entregues pelos sangue. Os cães são uma das poucas espécies com fígados que podem regenerar tecido perdido ou danificado sem ajuda. O fígado também ajuda a remover as toxinas potencialmente prejudiciais do sangue e a eliminá-las do sistema.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível