Caroços de damascos na cura do câncer

Escrito por jennifer lanier | Traduzido por agmar vitti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Caroços de damascos na cura do câncer
O caroço de damasco é rico em vitamina B17

Caroços de damasco são a fonte mais rica já conhecida da vitamina B-17 (B17), tida como um agente anti-tumor e também conhecida como amigdalina ou laetrile. No entanto, uma pessoa teria que comer um volume excessivo de caroços de damasco para ingerir a quantidade suficiente de B17 a fim de surtir algum efeito contra o câncer. Por esta razão, muitos pacientes de câncer usam alternativamente a Laetrile (uma forma farmacêutica da B17) ou o óleo de semente de damasco puro. A terapia com a B17 foi comprovada e ilustrada no trabalho de alguns dos maiores especialistas em câncer no mundo, incluindo o hospital Oasis of Hope no México, onde 100.000 pacientes já foram tratados com sucesso.

Outras pessoas estão lendo

O que é a vitamina B17?

A vitamina B17 é constituída de duas partes de glucose, uma parte de cianeto de hidrogênio e uma parte de benzaldeído. Quando a B17 entra em contato com as células saudáveis do corpo, ela é quebrada pela enzima rodanese em nutrientes benéficos, tiocianato e ácido benzoico, e qualquer excesso destes subprodutos é expelido na urina. O corpo permanece ileso durante o processo.

Caroços de damascos na cura do câncer
A vitamina B17 é quebrada pela enzima rodanese (Medioimages/Photodisc/Photodisc/Getty Images)

Como a B17 funciona?

A enzima rodanese é encontrada em grande quantidade por todo o corpo — exceto no local das células cancerosas. No local onde o câncer ocorre, uma enzima diferente é encontrada, a beta-glucosidase e, se não há células cancerosas no corpo, a beta-glucosidase não é encontrada. Quando a vitamina B17 entra em contato com as células cancerosas, não há rodanese para neutralizá-la, só existindo a beta-glucosidase, que está presente em grandes quantidades. Quando a B17 e a beta-glucosidase entram em contato, ocorre uma reação química e o cianeto de hidrogênio se combina ao benzaldeído para produzir um veneno que destrói e mata as células cancerosas, processo conhecido como "toxicidade seletiva", no qual apenas as células cancerosas são mortas. Os agentes quimioterápicos convencionais usados na maior parte dos tratamentos são centenas de vezes mais tóxicos que a B17 — testes laboratoriais também concluíram que o açúcar é vinte vezes mais tóxico que a B17.

Caroços de damascos na cura do câncer
As células cancerosas são destruídas (Duncan Smith/Photodisc/Getty Images)

A importância do zinco

O zinco tem um papel fundamental em ajudar os linfócitos (células brancas do sangue) a eliminar o câncer. Os íons de zinco agem como "agentes de ignição" para ativar as enzimas dos linfócitos que digerem as células cancerosas. Você pode administrar quantidades excessivas de B17, mas se os níveis de zinco forem inadequados, a B17 não consegue entrar nos tecidos do corpo. Também já se confirmou que nada cicatriza em um corpo com insuficiência de vitamina C.

Caroços de damascos na cura do câncer
O zinco auxilia os linfócitos a eliminar o câncer (Comstock Images/Comstock/Getty Images)

Enzimas do pâncreas

As enzimas do pâncreas, a tripsina e a quimotripsina também devem estar presentes para a terapia com a B17 funcionar. Estas enzimas penetram e destroem a capa proteica que protege as células cancerosas. Quando esta capa é removida, as células cancerosas ficam desprotegidas e podem ser combatidas pelo sistema imunológico ou agentes anti-câncer, como os encontrados na B17. Alternativamente, se a capa proteica permanecer intacta, as células cancerosas são capazes de se multiplicar e se espalhar na forma de tumores. Durante a terapia com a B17, é importante manter níveis adequados de enzimas digestivas usando a suplementação com enzimas digestivas e eliminando as práticas que diminuem a quantidade destas enzimas como, por exemplo, comer carne.

Caroços de damascos na cura do câncer
Células cancerosas podem ser combatidas por agentes anti-câncer encontrados na vitamina B17 (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Advertência

Pacientes de câncer devem sempre consultar um especialista antes de iniciar ou interromper qualquer tratamento contra o câncer e não há garantias de sucesso com a terapia B17 ou com qualquer outra. Procurar um profissional qualificado para administrar e aplicar a terapia B17 ou qualquer outra terapia contra o câncer é sempre recomendado. Nunca pare de tomar a medicação indicada sem consultar primeiro o médico.

Caroços de damascos na cura do câncer
O médico sempre deve ser consultado antes de se iniciar qualquer tratamento (Michael Blann/Digital Vision/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível