O que causa o foco ecogênico?

Escrito por doug bennett | Traduzido por juliana ferreira dos anjos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que causa o foco ecogênico?
Os focos ecogênicos cardíacos são normalmente detectados por ultrassom durante o segundo ou o terceiro trimestre (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Focos ecogênicos cardíacos são anomalias no coração do feto. Detectado pela primeira vez por ultrassom em 1987, esses focos aparecem como manchas brancas e brilhantes. A causa exata ainda permanece incerta, no entanto parecerem ser, pelo menos em parte, o resultado de depósitos de cálcio formando o músculo cardíaco. Os focos ecogênicos não são defeitos do coração nem aparecem, na maioria dos casos, para afetar a função cardíaca ou levar a uma doença do órgão.

Outras pessoas estão lendo

Origem do foco ecogênico cardíaco

A causa exata dos focos ecogênicos intracardíados ainda não está clara, no entanto eles podem ser causados por pequenos depósitos de cálcio no músculo papilar do coração do feto. Essa condição pode ser também resultado embriológico da fenestração incompleta das cordas tendíneas ou espaçamento excessivo do músculo papilar. Além disso, o desenvolvimento anormal da microvasculatura pode ser um fator contribuinte e potencialmente levar a alterações isquêmicas no músculo papilar. Não parece haver uma correlação entre a formação do foco ecogênico cardíaco e a idade materna, paridade, idade gestacional ou peso fetal. No entanto, a idade materna pode ser um fator de risco que contribui para alterar os cromossomos, especialmente quando o foco ecogênico é detectado.

Descrição do foco ecogênico cardíaco

Os focos ecogênicos cardíacos têm tipicamente entre 1 e 4 mm de diâmetro, mas podem ser maiores do que 18 mm. Ao observá-los em uma ultrassonografia, são descritos como ervilhas, refletores luminosos, manchas brilhantes ou bolas de golfe, mostrando o fato de serem brancos como osso. Eles foram detectados por ultrassom em 0,5 a 20% dos fetos durante o segundo e terceiro trimestres, com uma frequência total de 5,6%. Geralmente, os focos ecogênicos se formam no ventrículo esquerdo e, ocasionalmente, no direito ou nos dois. Seu desenvolvimento intra-arterial ou espalhado é raro.

Persistência do foco ecogênico cardíaco

A persistência dos focos ecogênicos intracardíacos neonatais na infância e seu significado ainda não estão bem estabelecidos, devido à falta de dados. No entanto, ecocardiogramas pós-natais disponíveis indicam que esses focos persistem na maioria dos casos com uma taxa de resolução de apenas 44% a nível neonatal. Apesar da persistência geral dos focos, eles não são geralmente associados à disfunção miocárdica infantil.

Significado do foco ecogênico cardíaco

A detecção de múltiplos focos ecogênicos ou ecogenicidade difusa no coração do feto, especialmente quando o ventrículo direito é afetado, tem sido associada a outras patologias e pode ser indicador de um diagnóstico mais grave e significativo. Os depósitos de cálcio podem ser indicadores de danos ao miocárdio e podem ser ligados a uma potencial disfunção cardíaca diastólica.

Os focos ecogênicos cardíacos têm sido associados a tumores cardíacos, malformações congênitas e anomalias cromossômicas. No entanto, a natureza exata dessa relação ainda não está clara e merece mais estudos. Tem sido observado que, quando associados com outros fatores de risco, os focos podem indicar maior probabilidade do feto ter alterações cromossômicas, como a síndrome de Down. Nesses casos, teste adicional, como amniocentese, é recomendado. No entanto, em fetos cromossomicamente normais, os focos não são associados com problemas cardíacos congênitos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível