×
Loading ...

O que pode causar cistos dermoides em gatos?

Atualizado em 31 agosto, 2018

Os cistos dermoides consistem em um grupo de anomalias fisiológicas que geram elevações na pele de um felino. Se você encontrar tais irregularidades na pele de seu gato, leve-o ao veterinário para a condução de exames e o subsequente diagnóstico do tipo de cisto. A remoção e o tratamento são geralmente diretos e simples. Apesar da maioria dos cistos não poder ser evitada, existem medidas simples que podem ser tomadas para evitar a formação de certos tipos.

Leve seu gato ao veterinário, se você encontrar cistos dermoides (cat image by Pavel Vlasov from Fotolia.com)

Causas

Os cistos dermoides resultam de vários fatores, sendo seu tratamento dependente do tipo do cisto. Um corpo estranho aprisionado pela pele do animal pode provocar a formação de um cisto, bem como canais linfáticos obstruídos. Alguns cistos formam aglomerados. Outras causas para essas anomalias podem ser hereditárias, enquanto raros cistos congênitos podem se mostrar presentes desde o nascimento dos animais. Traumas ou feridas podem também causar a formação de cistos. Os gatos magros ou imunodeficientes podem ser mais propensos ao desenvolvimento desses corpos.

Loading...

Tipos de cistos

O tipo mais comum de cistos encontrados em felinos é o sebáceo, podendo ocorrer em qualquer parte do corpo e atingir 3 cm ou mais de diâmetro. Esses cistos são preenchidos por sebo, bem como a acne humana é preenchida por pus. Como trata-se de uma infecção, é necessário realizar a drenagem. Encontrados em folículos capilares, os cistos foliculares são criados pela retenção de fluidos, enquanto cistos pilosos contêm material constituinte de folículos capilares. Os cistos queratinosos contêm uma substância pungente que se parece com queijo. Para prevenir a recorrência dos cistos, o veterinário pode optar por remover também uma porção periférica junto a eles.

Remoção

Não é sempre necessário remover um cisto. Seu veterinário pode determinar que pequenos cistos não estejam incomodando o gato e, portanto, podem ser mantidos intocados. Os cistos podem por vezes desaparecer sozinhos com o tempo. Apesar da maioria dos cistos dermoides não causar dor, os cistos infeccionados podem machucar o animal e devem ser drenados. Em certos casos, o veterinário pode optar por realizar uma biópsia para determinar se a natureza da anomalia é de fato cística ou se a estrutura trata-se de um abcesso ou tumor. Em muitos casos, a identificação e remoção do cisto se dá de maneira imediata.

Detecção e prevenção

Conheça o corpo de seu animal para que, quando haja o surgimento de elevações, você as identifique e encaminhe o gato ao veterinário tão logo quanto possível. Crie o hábito de buscar por anomalias ao fazer carinho em seu gato, apalpando suavemente todas as regiões de seu corpo e reparando se cistos preexistentes estão tornando-se maiores. Examine também a boca, o queixo e as pálpebras do gato, áreas onde a formação de cistos sebáceos é comum; cistos sebáceos ao redor da boca assemelham-se a cravos, sendo chamados de "acne felina". Para evitar esses tipos de cisto, não use tigelas de plástico para alimentar seu gato e mantenha os potes de ração sempre limpos.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...