×
Loading ...

As causas do atraso no desenvolvimento emocional

Atualizado em 21 novembro, 2016

A maioria dos pais de primeira viagem espera, ansiosamente, pelos primeiros sorrisos ou demonstrações de afeto do seu bebê. Mas, quando isso não acontece na mesma velocidade que outras crianças parecem demonstrar, a preocupação toma conta. O atraso no desenvolvimento emocional também é motivo de preocupação para educadores ou qualquer pessoa que trabalhe com crianças. Embora, às vezes, os genes sejam os culpados, o ambiente no qual a criança vive também pode interferir no seu desenvolvimento.

As causas do atraso no desenvolvimento emocional (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Identificação

O atraso do desenvolvimento emocional significa que a criança parece não ter alcançado um desenvolvimento emocional esperado para a idade dela. Por exemplo, aos quatro meses de idade, um bebê é capaz de reconhecer o rosto de um adulto ou sorrir para os pais. Aos quinze meses, a maioria das crianças já começa a brincar com outras.

Loading...

Anormalidades genéticas

Uma irregularidade genética ou cromossômica pode causar o atraso do desenvolvimento emocional em crianças. Por exemplo, a síndrome de Down é uma condição que causa atraso no desenvolvimento devido a um cromossomo anormal.

Problemas neurológicos

As crianças que sofrem de transtorno do déficit de atenção com hiperatividade (TDAH), um distúrbio neurológico, apresentam um desenvolvimento emocional mais lento. Além de exibirem dificuldade para se socializarem com os outros, elas tendem a ser mais teimosas, o que torna mais difícil discipliná-las. Essas experiencias negativas criam mais problemas emocionais. Muitas vezes, as crianças com TDAH são vistas pelos colegas como intimidadores ou dominadores. As mudanças de humor são frequentes, além de problemas como falta de atenção, que também afetam o humor.

Fatores pré-natais

Às vezes, quando uma grávida fica exposta a agentes externos perigosos, eles podem prejudicar o desenvolvimento emocional do seu filho. Por exemplo, a exposição a chumbo ou drogas pode afetar o recém-nascido. Infecções transmitidas da mãe para o bebê, como HIV ou sarampo, também podem causar atrasos no desenvolvimento emocional das crianças.

Depressão materna

De acordo com um documento escrito por Matthey Melmed, diretor executivo da organização sem fins lucrativos, Zero to There, cerca de 10% das mães de filhos pequenos sofrem de depressão ou transtornos de ansiedade. O percentual é mais elevado em famílias atingidas pela pobreza. As mães em depressão podem afetar a saúde emocional dos filhos. Os sintomas de depressão devem ser tratados imediatamente para que não sejam capazes de impactar negativamente o bebê. Os educadores ou outros que notarem sinais de depressão nos pais, devem incentivá-los a procurarem ajuda e apoio não só para si mesmos, mas para os seus filhos.

Riscos provocados pelo ambiente

O abuso de substâncias ou falta de um seguro de saúde podem afetar o desenvolvimento emocional dos filhos. A pobreza extrema ou violência doméstica na família da criança também pode causar atraso no desenvolvimento emocional dela, além do isolamento social e da falta de cuidados adequados ou programas de apoio. Os pais ou responsáveis devem garantir que os seus filhos, que talvez estejam sofrendo com esses problemas, consigam a ajuda necessária.

Loading...

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...