×
Loading ...

Causas e consequências da globalização

O termo globalização passou a ser aplicado por geógrafos e historiadores para se referir às relações entre povos e países de todo o mundo. Nesse sentido, um mundo global é marcado por trocas de ideias, informações, dinheiro, cultura e tecnologia entre as mais diversas nações. Historicamente, o processo de globalização começou no século 15, com as chamadas Grandes Navegações. Nos anos 1990, com a queda do socialismo em todo o leste europeu, o termo passou a ser empregado nas relações cada vez maiores e impactantes entre os países. Confira as causas e consequências desse fenômeno político, econômico e social.

Vivemos atualmente em um mundo totalmente globalizado (Photodisc/Photodisc/Getty Images)

As Grandes Navegações

O chamado período mercantilista marcou a era dos descobrimentos do século 15 ao 18. Países ricos, especialmente Portugal, Inglaterra e Espanha, empreenderam uma série de navegações ao redor do globo para descobrir novas terras e riquezas. Com as transações entre europeus e países do Oriente, o mundo daquela época viveu um momento áureo de troca econômica, política e cultural. Foi um período de grande intercâmbio comercial entre as mais diversas culturas. Ao mesmo tempo, as colônias recém-descobertas eram fontes de riqueza que alimentavam as transações econômicas da época. Muitos historiadores consideram que esse foi o primeiro período da globalização no mundo.

Loading...
O termo se originou com as Grandes Navegações (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Nova ordem mundial

O fenômeno da globalização voltou com maior força durante os anos 1990. Com o fim da União Soviética (URSS) e do socialismo como modelo socio-econômico, países de todo o mundo se viram obrigados a se relacionar entre si, cultural e comercialmente. Simultaneamente, as novas tecnologias encurtaram distâncias físicas. As viagens de longa distância se tornaram mais comuns. A produção comercial como um todo foi acelerada pelos novos computadores e as redes de televisão contribuíram para transmitir informações quase em tempo real. Todas essas causas foram fundamentais para que os países se interligassem.

Livre comércio e desemprego

Se por um lado as relações econômicas, políticas e culturais dos países estão cada vez mais interligadas, por outro, a globalização pode ser encarada como uma faca de dois gumes. Essa perspectiva global facilitou a vida de consumidores ao promover o livre comércio e a concorrência, já que podemos buscar produtos melhores e mais baratos. Mas ela traz problemas sociais graves, como o desemprego. Com as novas tecnologias, as empresas passaram a reduzir a mão de obra, que deveria ser mais qualificada. O resultado foi uma onda de desemprego que ainda persiste em muitos países.

Crise econômica

Outra consequência do mundo global é a interligação dos mercados. Com as trocas de produtos e informações em escala global, os mercados ficaram cada vez mais conectados e dependentes. Para garantir os interesses locais, muitos países se organizaram em blocos econômicos, cujo exemplo mais bem sucedido é a União Europeia. No entanto, quando um país sofre uma crise, as consequências podem ser sentidas em todo o mundo. Foi o que ocorreu durante a crise financeira dos Estados Unidos, em 2008. Com a globalização, mercados de todo o mundo sentiram a crise americana e muitos países viveram problemas financeiros duradouros.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...