Causas da insuficiência renal nos recém-nascidos

Escrito por shelly morgan | Traduzido por wanderson david
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Causas da insuficiência renal nos recém-nascidos
A insuficiência renal nos recém-nascidos é muito rara (senior doctor 10 image by Paul Moore from Fotolia.com)

De acordo com o BioMedSearch.com, os rins fetais podem ser visualizados com ultrassom a partir de 12 semanas de vida. Por serem órgãos de fácil visualização, os defeitos congênitos no rim podem ser identificados e, em alguns casos, corrigidos cirurgicamente, antes mesmo do nascimento. Felizmente, problemas severos de rins não são comuns em recém-nascidos e a insuficiência renal é rara. As melhorias nos transplantes e na diálise de recém-nascidos aumentaram a perspectiva de vida para muitas dessas crianças, mesmo quando ocorre algum problema.

Outras pessoas estão lendo

Displasia renal

Um artigo de 2004 no "Journal of the American Society of Nephrology" (Jornal da Sociedade Americana de Nefrologia) define a displasia renal como "um conjunto de desordens que os rins começam a se formar, até que falham em diferenciar os néfrons normais e tubos coletores". O "National Institutes of Diabetes, Digestive and Kidney Disease" explica que essa doença pode afetar apenas um ou os dois rins.

Algumas crianças com displasia renal vivem alguns anos antes de sofrerem a insuficiência renal. Porém, se a displasia for severa e os dois rins estiverem envolvidos, os recém-nascidos podem precisar de diálise logo após o nascimento.

Doença renal policística recessiva autossômica

A Doença renal policística recessiva autossômica (abreviada como PKD) é uma doença rara que ataca o bebê enquanto ainda está no útero. Quando um feto desenvolve essa doença, os rins ficam progressivamente revestidos com cistos até ficarem completamente disfuncionais. De acordo com o "National Institutes of Diabetes, Digestive and Kidney Diseases", algumas crianças com essa doença não vivenciam a insuficiência renal até adultas. Porém, se a doença for muito severa, os bebês não urinam no útero e, consequentemente, não há suficiente líquido amniótico. Esses bebês nascem tanto com a insuficiência renal quanto com problemas respiratórios, pois o fluido amniótico é essencial para o desenvolvimento de pulmões saudáveis.

Remédios

Um periódico, de 2004, da "Seminars in Perinatology" explica que a insuficiência renal aguda é comum em crianças que foram medicadas após o nascimento. Por exemplo, os autores explicam que essa insuficiência ocorre em "aproximadamente 40% dos recém-nascidos que foram medicados com indometacina". Outros remédios associados com a insuficiência renal aguda, após o nascimento, são antibióticos aminoglicosídeos e remédios anti-inflamatórios não-esteroidais.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível