Causas da síndrome cerebelar congênita em caninos

Escrito por emma miller | Traduzido por lara scheffer
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Causas da síndrome cerebelar congênita em caninos
Não existe cura para a disfunção cerebelar congênita, mas os cães afetados têm uma expectativa de vida normal (shy puppy image by Marfa Faber from Fotolia.com)

Localizado abaixo dos hemisférios cerebrais, o cerebelo é uma região do cérebro que tem um papel essencial no controle motor. Ele amadurece durante a última fase do desenvolvimento fetal. Isso o deixa vulnerável a várias toxinas e infecções por um longo período de tempo. A disfunção cerebelar congênita em caninos geralmente se desenvolve como um resultado de uma causa genética ou infecciosa.

Outras pessoas estão lendo

Hipoplasia cerebelar

A síndrome cerebelar congênita é um termo geral para condições caracterizadas pela disfunção cerebelar. A hipoplasia cerebelar é uma condição que leva ao desenvolvimento incompleto do cerebelo no útero ou a degeneração dele em filhotes recém-nascidos. A doença geralmente não é progressiva. O desenvolvimento da hipoplasia cerebelar foi ligado a várias infecções fetais. A infecção do feto com o vírus da herpes é uma causa comum para a hipoplasia cerebral.

Sintomas

Os sintomas da síndrome cerebelar congênita em caninos aparecem tipicamente por volta de duas a seis semanas de vida. Os cães afetados geralmente têm problemas de equilíbrio e coordenação, assim como tremores. Os filhotes com hipoplasia cerebelar podem parecer pouco firmes ou desajeitados. Várias doenças podem imitar os sintomas dessa síndrome, portanto, uma avaliação veterinária é importante para determinar o diagnóstico correto e saber como administrar seu animal de estimação.

Raças

Síndromes cerebelares como a hipoplasia cerebelar podem ser herdadas geneticamente. Parentes de primeiro grau de cães afetados não devem se reproduzir. Cães diagnosticados com síndromes cerebelares também não devem procriar. A incidência de hipoplasia cerebelar parece ser mais alta em algumas raças, incluindo Airedale terriers, chow-chows, Setter irlandeses, boston terriers e bull terriers.

Toxinas e má nutrição

Doenças congênitas do sistema nervoso central podem ser causadas por exposição tóxica. As toxinas que podem ser perigosas aos cães incluem veneno para lesmas, anticongelante e fluídos de bateria. A exposição a inseticidas como o carbaril pode ter um efeito adverso no desenvolvimento fetal de cachorros. A má nutrição de cadelas prenhas também pode levar a doenças cerebelares congênitas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível