As causas do voyeurismo

Escrito por calia roberts | Traduzido por márcia burke
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
As causas do voyeurismo
Normalmente, os voyeurs permanecem escondidos enquanto observam pessoas desconhecidas (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

Voyeurismo é um transtorno mental sob a classificação de parafilia, ou transtorno sexual, e caracteriza-se por ter satisfação e prazer sexual a partir da observação dos atos sexuais de outros ou olhando corpos nus e genitálias. Normalmente, o voyeur observa os atos de pessoas sem ser notado, escondido. Embora as causas do voyeurismo sejam em larga escala desconhecidas, existem tratamentos disponíveis para esse tipo de comportamento.

Outras pessoas estão lendo

Causas

Embora a causa exata do voyeurismo ainda permaneça desconhecida, a partir de 2011 várias teorias abordam a base da condição. A mais comum afirma que o voyeurismo em homens é resultado do aumento dos níveis de testosterona. Em alguns casos, o comportamento começa por abuso infantil ou disfunção familiar. Em outros, o comportamento pode decorrer de uma observação acidental ou pessoas se envolvendo em atividades sexuais.

Sintomas e diagnóstico

A atividade voyeurista geralmente ocorre de forma anônima, tornando a condição difícil de perceber e diagnosticar. Para um diagnóstico clínico bem sucedido, a pessoa deve apresentar sinais que descrevem os sintomas da doença. Os sintomas incluem excitação ao observar atos sexuais de outras pessoas, fantasias ou impulsos sexuais intensos e recorrentes, e comportamentos sexuais que são prejudiciais para o funcionamento diário do indivíduo, causando um estresse significativo em sua vida social. Esses sintomas devem ocorrer em uma base contínua por mais de 18 meses para um diagnóstico clínico de voyeurismo.

Tratamento

A condição de voyeurismo é controlável e tratável, desde que o paciente procure ajuda médica e mostre o desejo de modificar o seu comportamento atual. O tratamento geralmente envolve vários tipos de terapias, incluindo comportamental, psicoterapia cognitiva e psicanálise. Essas terapias ensinam métodos de controlar e suprimir os impulsos. Os pacientes também aprendem a descobrir meios de prazer sexual mais aceitáveis ​​e saudáveis. Em alguns casos, os doentes recebem a medicação destinada a diminuir os hormônios sexuais - principalmente a testosterona.

Prognóstico

O prognóstico para erradicar um comportamento voyeurista durante o tratamento é difícil. Na maioria dos casos, um indivíduo com essa doença pode não controlar seus impulsos sexuais e nem ter nenhum desejo de fazê-lo. Voyeurismo tende a ser uma condição crônica, que geralmente se torna a principal forma de prazer sexual de um indivíduo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível