O que causou o fim dos dinossauros?

Escrito por ho-diep dinh | Traduzido por ana carolina dantas
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que causou o fim dos dinossauros?
A maioria dos dinossauros, exceto os ancestrais dos pássaros, desapareceu no fim do Cretáceo (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Cientistas continuam a debater sobre a evidência que levou à extinção dos dinossauros cerca de 65 milhões de anos atrás, durante o evento Cretáceo-Terciário, ou K-T. Os dinossauros apareceram na Terra pela primeira vez no fim do período Triássico e desapareceram abruptamente no fim do período Cretáceo. A eliminação da maioria das espécies de dinossauros abriu caminho para a ascensão dos mamíferos. Alguns estudiosos acreditam que a massiva extinção ocorreu devido a algum evento catastrófico global, enquanto outros afirmam que os dinossauros morreram lentamente em um período de milhões de anos. O final do período Cretáceo marcou o fim da linha para muitas espécies, incluindo a maioria dos dinossauros e mais da metade de todas as outras vidas na Terra.

Outras pessoas estão lendo

Competição

Próximo ao fim do reino dos dinossauros, os mamíferos começaram a povoar a terra. Estes mamíferos - com seu estilo de vida mais ativo, mobilidade e dieta onívora - poderiam ter competido com os pesados dinossauros. Meng Jin, um paleontólogo do Museu Americano de História Natural, e alguns colegas detalharam os estilos de vida dos primeiros mamíferos pertencentes ao grupo Repenomamus. O Repenomamus giganticus, do tamanho de um cachorro e semelhante a um texugo, possivelmente o maior mamífero daquele período, competia com os dinossauros por comida. Seu primo, o Repenomamus robustus, caçava filhotes de dinossauros, como foi provado pelos restos do esqueleto de um jovem Psitacossauro encontrado em seu estômago.

Evolução das angiospermas

Com o declínio das gimnospermas, que incluem os pinheiros e palmeiras, os dinossauros herbívoros perderam suas maiores fontes de comida. As gimnospermas diminuíram por conta de uma queda global de temperatura, enquanto as angiospermas, ou plantas com flores, devido às suas adaptações bem sucedidas, gradativamente substituíram as gimnospermas. Os dinossauros herbívoros provavelmente não conseguiram se adaptar em tão pouco tempo à comida angiosperma. Observando o conteúdo do estômago de dinossauros fossilizados, cientistas encontraram evidências de que eles optaram por se alimentar de gimnospermas, mesmo em meio à abundância de angiospermas.

O que causou o fim dos dinossauros?
Herbívoros como o Tricerátopo podem ter ignorado as angiospermas como fonte de comida (Hemera Technologies/Photos.com/Getty Images)

Supernovas

Supernovas ocorrem com certa regularidade perto da Terra a mais ou menos cada 50 milhões de anos. Fósseis de dinossauros no Quênia mostram indícios de acúmulo de cálcio próximo às articulações, possivelmente causado pelo desenvolvimento de tumores cancerígenos. Raynelle Deans e Jason Lee, pesquisadores do Laboratório de Carnegie, simularam os efeitos da radiação de uma supernova em animais no laboratório. Os animais que sofreram mais incidência de câncer quando expostos a níveis baixos de radiação por dois meses coincidiram com os mesmos tipos de animais que morreram durante o evento no K-T. A radiação emitida pela supernova teria se infiltrado na atmosfera e caído sobre a Terra e a vida em sua superfície.

Surgimento de insetos

Os insetos se tornaram vetores, ou transmissores, de doenças; os dinossauros, pouco familiarizados com estas novas doenças, ficaram doentes e sucumbiram em grande número. George Poinar Jr., um pesquisador da Universidade do Estado de Oregon, apresentou a hipótese dos insetos como mecanismo da extinção dos dinossauros. Poinar e sua esposa examinaram os corpos de insetos que ficaram presos em âmbar, uma substância viscosa e grudenta que se forma a partir da seiva das árvores que endureceu ao longo dos anos. Estes insetos presos, que foram preservados de forma natural, hospedavam organismos causadores de doenças ou patogênicos, inclusive um responsável por um tipo de malária encontrado em lagartos e pássaros. Poinar ofereceu esta resposta para declarar que os dinossauros foram sendo extintos durante um longo período de tempo.

Atividade tectônica

Durante a era dos dinossauros, massas de terra começaram a se afastar. Áreas que antes estavam no interior dos continentes se tornaram costas e esfriaram rapidamente. O afastamento dos continentes desencadeou atividade vulcânica em todo o mundo, liberando cinzas na atmosfera. A Terra se tornou escura e fria, e as plantas morreram, pois lhes faltava a luz do sol para fornecer energia para as reações fotossintéticas necessárias para produzir alimento. Com a morte das plantas, os organismos que delas se alimentavam também morreram, junto com outros animais em posição mais alta na cadeia alimentar. Cientistas citam como evidência fluxos de lava na Índia; a presença de irídio, um elemento geralmente encontrado nas profundezas do planeta; e a ocorrência de quartzo de impacto, um tipo de cristal rachado causado por uma explosão ou contato com um corpo maciço.

Impacto de asteroide

A teoria da extinção de dinossauros devido à colisão de um asteroide maciço com a Terra conseguiu bastante apoio da comunidade científica. Esta teoria também fala de uma mudança climática na Terra; o impacto teria gerado chuva ácida, incêndios muito extensos, grandes tsunamis e resfriamento global e aquecimento subsequente devido ao efeito estufa. Descoberta nos anos 1980, a Cratera de Chicxulub de 241 km de largura, próxima à Península de Yucatán, que remonta há 65 milhões de anos, parece uma prova do possível culpado. Evidências comprobatórias incluem a presença de irídio e quartzo de impacto no local do impacto e matéria ejetada, rocha derretida por uma colisão colossal.

O que causou o fim dos dinossauros?
A causa mais provável da extinção dos dinossauros continua sendo a teoria do impacto de asteroide (Gary Cornhouse/Photodisc/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível