Mais
×

Como festejar o Carnaval em São Paulo

Comparado com o Carnaval de outros lugares do País, especialmente as festas de Salvador, Rio de Janeiro e Ouro Preto, a folia paulistana pode parecer uma opção menor. Mas é só impressão. A festa da cidade de São Paulo pode ser tão animadoa quanto as do resto do Brasil. Aliás, nas décadas de 50 e 60, o Carnaval de rua da capital paulista era bastante tradicional, especialmente quando reunia pessoas e agremiações de nacionalidades diferentes nos bairros do Brás e Bexiga. Hoje, a festa acontece principalmente no sambódromo da cidade, por onde passam alguns dos maiores desfiles do País.

Instruções

Cada vez mais forte, o Carnaval de rua de São Paulo vai ganhando mais adeptos (Getty Images)

    Escolas de samba

  1. Se você gosta de ver os desfiles das escolas de samba, o Carnaval de São Paulo é um prato cheio. Isso porque, todos os anos, a cidade traz desfiles de agremiações tradicionais como Vai-Vai, Gaviões da Fiel, Nenê da Vila Matilde e Mocidade Alegre, entre outras escolas de renome.

  2. Para assistir ao desfile no Sambódromo do Anhembi, localizado na zona norte da cidade, é preciso, em primeiro lugar, ter paciência para conseguir um ingresso. A briga para ver o carnaval paulistano de um lugar privilegiado no Sambódromo costuma ser acirrada. É preciso ficar ligado no site Ingresso Fácil (www.ingressofacil.com.br), empresa responsável pela venda das entradas. As compras podem ser feitas online ou no próprio Sambódromo. Os ingressos variam de R$ 80 (arquibancada) a R$ 2.500 (pista).

  3. Outra opção, para os foliões mais caseiros, é juntar os amigos e assistir ao desfile em casa. Com as opções especiais dos planos de TV à cabo, é possível assistir ao espetáculo de vários ângulos diferentes. A diversão é garantida.

    Blocos de rua

  1. Por outro lado, se assistir aos desfiles das escolas de samba não agrada você, que tal viver a experiência do Carnaval de rua? Graças à diversidade de culturas que habitam a cidade de São Paulo, ainda existem espaços onde é possível conhecer a típico festa de rua.

  2. Entre os blocos mais famosos estão a Banda do Trem Elétrico, que se concentra na Rua Augusta, bairro da Consolação, e o Desfile de Bonecões, que acontece no Museu da Língua Portuguesa.

  3. Cheque com antecedência como chegar ao endereço da festa. Leve em consideração que o trânsito na capital paulista costuma ser caótico. Planeje seu itinerário com cuidado. Aplicativos de smartphone como o Google Maps e o Waze indicam pontos com maior congestionamento e trajetos alternativos.

  4. Os blocos desfilam principalmente pelas ruas do Centro e dos bairros Vila Madalena, mas cada bairro de São Paulo costuma manter a tradição dos blocos carnavalescos. As festas de rua costumam ser bastante animada. Tenha sempre um número do táxi para o caso de exagerar na bebida na hora da folia.

  5. As festas de rua são à céu aberto. Por isso, lembre-se de checar a previsão do tempo antes de sair de casa: aquele solzão pode dar lugar a um temporal em poucas horas. Nesse caso, uma capa ou guarda-chuva vão bem.

    Outras festas

  1. Para quem não gosta dos desfiles nem dos carnavais de rua, a capital paulista ainda apresenta uma série de outras opções para celebrar o Carnaval. As noitadas agradam os foliões dos mais diversos estilos.

  2. Entre as festas mais tradicionais estão as noites de música eletrônica nas baladas da região da Vila Olímpia e o Carnatrash, no Clube Caravaggio, localizado no Centro da cidade.

  3. Compre seu ingresso com antecedência pela internet ou direto no guichê da casa noturna. As entradas nessa época do ano são bastante disputadas.

O que você precisa

  • Roupas confortáveis
  • Computador com acesso à internet
  • Impressora
  • Guarda-chuva
  • Confete e serpentina
  • Barras de cereais
  • Água para se hidratar durante a festa
  • Passe de ônibus para o trajeto
  • Telefone do táxi
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article