×
Loading ...

O que o cetil miristoleato pode fazer para a pele?

Atualizado em 21 novembro, 2016

Você já deve ter ouvido falar a respeito de um suplemento nutricional chamado cetil miristoleato, uma substância que possuí benefícios milagrosos à saúde, que vai desde a cura para a artrite até tratamentos de condições relacionadas ao sistema imunológico da pele, como a psoríase e o eczema. No entanto, a Comissão Federal do Comércio dos EUA acusou as principais fabricantes da substância de propaganda enganosa, por isso, antes de gastar entre R$150 e R$235 em um único frasco, esteja ciente de que você pode estar levando "gato por lebre".

Você já deve ter ouvido falar a respeito um suplemento nutricional chamado cetil miristoleato, uma substância que possuí benefícios milagrosos à saúde (Jupiterimages/BananaStock/Getty Images)

História

A substância foi descoberta na década de 70 pelo Dr. Harry Diehl, um químico integrante dos Institutos Nacionais de Saúde. Diehl trabalhou com uma linhagem de camundongos que não desenvolveram artrite, mesmo quando os cientistas tentaram induzir quimicamente a doença. Ao estudar esses ratos para determinar a causa de sua resistência a artrite, o químico constatou que, eventualmente, havia a presença do cetil miristoleato. No decorrer de sua história, Dr. Diehl desenvolveu osteoartrite e, relutante em conviver com os sintomas progressivos, injetou em si mesmo a substância que havia descoberto. Seus resultados foram supostamente milagrosos e duradouros, tanto que, na época, ele chegou a publicar um artigo científico sobre seu achado. Mais tarde, ele solicitou e recebeu uma patente sobre o cetil miristoleato.

Loading...

Ciência

Muitos distribuidores da substância citam dois grandes estudos feitos pela Clínica San Diego, sendo um intitulado "The Effect of cis-9-Cetyl Myristoleate (CMO) and Adjunctive Therapy on Arthritis and Auto-Immune Disease. A Randomized Trial" (O efeito do cetil miristoleato e a terapia adjuvante da artrite e de doenças auto-imunes. Um estudo randomizado) feito pelo Dr. H. Siemandi. Esses estudos supostamente encontraram melhoras acentuadas dos sintomas da artrite em quase todos os indivíduos estudados, exceto naqueles com doenças hepáticas subjacentes. Nenhum efeito colateral negativo foi relatado.

Pele

Os defensores da substância afirmam que o suplemento pode tratar doenças relacionadas ao sistema imunológico da pele, como a psoríase e o eczema. Alguns sites de venda do cetil miristoleato simplesmente dizem: "Sua pele também será beneficiada" ou "Outro benefício maravilhosamente emocionante é melhoria mensurável da pele e o rejuvenescimento da camada externa do órgão". Embora muitos sites incluam referências aos estudos sobre a substância e seu efeito em pacientes com artrite, eles não entraram em detalhes sobre como ele funciona na pele.

A Comissão Federal do Comércio

Em 2000, a Comissão Federal do Comércio dos EUA apresentou uma queixa contra as duas principais fabricantes do elemento: os Centros de Distribuição CMO da América e seu presidente, Kalon Samulonis; e EHP Produtos e sua presidente, Elaine Parrish. A comissão alegou que as empresas utilizaram técnicas de codificação de internet para saturar os motores de busca on-line com palavras-chave como "cura da artrite", o que direcionava os usuários a seus sites. As empresas também supostamente estavam ligadas a vários sites relacionados que faziam apologia aos benefícios milagrosos do cetil miristoleato e referências a esses mesmos estudos. As empresas resolveram o problema fora dos tribunais.

Avisos

A comissão alertou os consumidores a prestar atenção para alegações de que um produto é uma cura rápida para muitas doenças. O uso de palavras como "avanço científico", "milagroso" ou "ingrediente secreto" podem ser alegações de conspiração para suprimir o produto. Depoimentos em situação irregular e o uso de terminologias impressionantemente "científicas" com pouca documentação de apoio também são indícios de fraude. A comissão ainda aconselhou os consumidores a procurar mais informações em sites de órgãos federais competentes de informação ao consumidor.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...