Chia: desvantagens e avisos

Escrito por cynthia clark | Traduzido por marcelo couto
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Chia: desvantagens e avisos
As sementes de chia são ricas em vários nutrientes (Jupiterimages/Goodshoot/Getty Images)

Os brotos e sementes de chia são um complemento beneficial à qualquer dieta. Conhecida como um superalimento, as sementes dessa planta remontam aos astecas, cerca de 500 anos atrás. Ricas em óleo ômega 3, proteínas, fibras, cálcio e outros nutrientes, são um alimento completo, de acordo com o site Self Nutrition Data. Um aviso para qualquer alimento nutricional, incluindo a chia, é que a moderação é a chave para evitar possíveis desvantagens.

Outras pessoas estão lendo

Condições de saúde

O site Wellness, uma fonte online sobre saúde, adverte sobre o uso de chia por pessoas com pressão baixa ou que estejam tomando medicações para problemas cardíacos, para evitar efeitos aditivos. Ele também adverte que pessoas que tomam anticoagulantes podem aumentar o risco de ocorrência de hemorragias. A chia pode alterar a maneira que o fígado processa os medicamentos, levando à sua ineficácia.

Dor intestinal

Segundo o site Self Nutrition Data, uma porção de 30 gramas de sementes de chia contém 11 gramas de fibras, o que é 42% do valor diário recomendado. Pessoas com alimentação rica em proteínas animais e pobre em fibras e que começam a consumir a chia podem, inicialmente, sentir dores intestinais. Essas dores são causadas pelo movimento de um alimento rico em fibras através do trato intestinal. Indivíduos cujos intestinos são muito inativos devem começar a consumir pequenas porções de sementes ou brotos, até que o trato intestinal se acostume aos movimentos mais saudáveis.

Coloides hidrofílicos

Os coloides hidrofílicos são "uma substância aguada, gelatinosa e grudenta" que formam as estruturas subjacentes de todas células vivas, de acordo com William Anderson do site Living and Raw Foods. As sementes de chia são densas em coloides hidrofílicos que absorvem de nove a 12 vezes o seu próprio peso em água. Essa característica é benéfica para manter a hidratação das células do corpo e para controlar os níveis de colesterol e glicemia no sangue. Uma porção padrão possui 30 gramas ou uma colher de sopa de sementes. O aviso para qualquer pessoa que consuma as sementes é que elas devem ingerir líquidos. Consumir porções muito grandes pode ser desconfortável, uma vez que as sementes incham no estômago.

Torradas e irradiadas

Torrar castanhas e sementes é um processo de fabricação comum para aumentar o sabor e a vida útil do alimento, segundo o site Ask Dr. Sears, comandado por uma família de pediatras. A desvantagem desse processo é que ele pode alterar os ácidos graxos essenciais e causar perda de outros nutrientes. A irradiação é um processo que mata bactérias, fungos e insetos, além de aumentar a vida útil do produto. As sementes de chia irradiadas sofrerão os mesmos efeitos do processo de torração. A questão fundamental é que os dois processos matam enzimas benéficas das sementes. Para obter os melhores resultados, deve-se comprar e consumir as sementes cruas, sempre que possível.

Fontes confiáveis

Compre sementes de chia somente de fontes confiáveis, como as produzidas no México e na América do Sul. Podem haver práticas de saneamento agrícola contestáveis, baseando-se no aumento de relatos de contaminação pela E. Coli e salmonela nesses produtos nos últimos anos. Os produtores não podem lavar as sementes, por isso as agitam para tirar as sujeiras. É imperativo que o fornecedor utilize fertilizantes naturais que não contaminem o produto. Orgânicos certificados são sempre uma boa opção, mas os custos e a burocracia para os produtores receberem esse certificado geralmente o torna proibitivo. Um distribuidor ou agricultor de confiança que produz culturas com os mesmos padrões das orgânicas pode fornecer a mesma qualidade por um preço inferior.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível