×
Loading ...

Ciclo de vida da levedura

Atualizado em 17 abril, 2017

O Saccharomyces cerevisiae é um fungo unicelular conhecido como levedura. Essa espécie de levedura é usada para fazer pães e é importante também na indústria da cerveja. Entretanto, ela possui características únicas que também a tornam ideal no estudo dos danos e do reparo do DNA. O seu ciclo de vida é diferente do de muitos outros tipos de leveduras e envolve tanto a reprodução assexuada como a sexuada.

A levedura é um tipo de fungo usado na produção de pão e cerveja (Ablestock.com/AbleStock.com/Getty Images)

Tipos de células

O Saccharomycles cerevisiae pode existir como célula haploide, que contém metade do número normal de cromossomos (nesse caso, a célula haploide contém 17 cromossomos). Duas células haploides podem se unir para formar células diploides. O terceiro tipo de célula, conhecido como asco ou esporo, é formado pelo processo de meiose.

Loading...

Proliferação

O Saccharomyces cerevisiae se reproduz através de um processo assexuado conhecido como gemulação. Durante a gemulação, a célula haploide "mãe" pode produzir duas células menores que precisarão crescer antes de poderem gemular. Essa proliferação de células ou gemulação não ocorrerá se não houver nutrientes suficientes, ou se outras células de levedura estiverem disponíveis para acasalamento.

Acasalamento

O Saccharomyces cerevisiae existe como dois tipos de células haploides: a e α. Esses dois tipos de células acasalam juntos para formar uma célula diploide com um núcleo. Para promover a cópula, cada célula produz feromônios que cessam o processo de gemulação e inibem o crescimento celular, garantindo que cada célula tenha apenas uma cópia de cada cromossomo e resultando no produto diploide do acasalamento.

Esporulação e meiose

A meiose é um processo de reprodução sexuada em que uma célula se divide em quatro, cada uma delas conhecida como esporo. As células diploides formadas por acasalamento podem sofrer meiose quando necessitam de nitrogênio e carbono. Os quatro esporos são mantidos unidos pela parede do asco. Quando a parede reduz, os esporos individuais ou células haploides são liberados.

Germinação

A germinação é o processo em que um esporo inativo ou indivisível começa a crescer. A germinação é iniciada quando há abundância de nutrientes. Quando os esporos crescem, podem começar o processo de acasalamento ou gemulação, dependendo apenas de fatores ambientais.

Loading...

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...