on-load-remove-class="default-font">
×
Loading ...

O ciclo de vida de um trematódeo

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

Os trematódeos são um tipo de verme. A maioria deles é parasita de animais vertebrados ou moluscos, e alguns são parasitas de humanos. Esses vermes possuem corpos achatados e não segmentados com um formato de folha, e geralmente possuem um par de ventosas que permitem que ele se ligue ao hospedeiro. Muitos trematódeos possuem um ciclo de vida complexo, que pode envolver mais de um hospedeiro.

Camarões e caracóis crus podem causar infecção (prawn image by ivan kmit from Fotolia.com)

Ovos

Os trematódeos, como outros tipos de vermes, se reproduzem colocando ovos. Os vermes adultos colocam seus ovos em intestinos, tecidos ou na corrente sanguínea de seus hospedeiros. Alguns ovos possuem um espinho ou botão que corta a parede do vaso sanguíneo ou dos tecidos, permitindo que eles migrem para outras partes do corpo. Os ovos eventualmente chegam ao sistema digestivo e passam para a urina ou as fezes.

Loading...

Miracídio

Os ovos que são liberados ​​perto ou dentro de água doce viram larvas chamadas miracídios. Esta forma aquática do verme vive na água até que possa encontrar um hospedeiro intermediário - geralmente um caracol. Essa forma do verme pode se multiplicar em caracóis de forma independente. De acordo com a University of South Carolina, os vermes que vivem no sangue passam duas gerações em seus hospedeiros antes de emergir para infectar outras criaturas. Os trematódeos que vivem em caracóis são chamados de esporocistos e fascíola hepática chinesa. Os seres humanos às vezes adquirem vermes comendo animais contaminados.

Cercária

A forma do trematódeo que emerge do caracol é chamada de cercária. Essa forma também e aquática e pode se mover pela água com sua própria vontade. Ela pode entrar em um hospedeiro humano ou animal nesse ponto, causando coceira e desconforto, ou pode encontrar outro hospedeiro intermediário. Esse hospedeiro intermediário pode ser um animal pequeno, ou até mesmo uma planta. Se a cercária encontrar outro hospedeiro intermediário, passa a ser chamada de metacercária. Após viver nesse hospedeiro por um certo tempo, ela vai encontrar seu hospedeiro definitivo e atingir a idade adulta.

Infecção

O hospedeiro final é normalmente infectado ao ingerir o trematódeo. Caracóis crus ou mal cozidos, ostras e outras animais oferecem grande risco, principalmente na África e no sudeste da Ásia. Quando o verme entra no hospedeiro final, ele vive na sua região favorita, que pode ser o pulmão, fígado, intestinos ou vasos sanguíneos, e absorve os nutrientes do corpo do hospedeiro. Algumas pessoas podem desenvolver problemas de imunidade por causa desse parasita. Também é comum a obstrução das vias biliares, vias respiratórias ou outras partes do corpo. A infecção por esse verme também aumenta o risco de contrair alguns tipos de câncer.

Reprodução

Após atingir a fase adulta no hospedeiro final, os trematódeos encontram outro membro da espécie para acasalar. A maioria das espécies é hermafrodita, macho e fêmea juntos, mas as que habitam os vasos sanguíneos possuem sexos diferentes. Os trematódeos também podem realizar a auto fertilização de seus ovos se outros membros da espécie não estiverem disponíveis. Quando os ovos são fertilizados, eles passam pelo tecido do hospedeiro para recomeçar o seu ciclo de vida.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...