Ciência e invenções na Idade Média

Escrito por steve johnson | Traduzido por pina bastos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Ciência e invenções na Idade Média
Castelo medieval de Carcassone, no sul da França (Comstock/Comstock/Getty Images)

A Idade Média não ficou famosa como outras épocas de grande produtividade. Seguindo a queda do Império Romano e precedendo as muitas descobertas da Renascença, este tempo na História ficou "ensanduichado" entre dois períodos empolgantes e foi, muitas vezes, percebido como intelectualmente obscuro e deficiente, se comparado com os outros. No entanto, a Idade Média protagonizou grandes avanços em ciência e tecnologia que pavimentaram o caminho para as realizações da Renascença.

Outras pessoas estão lendo

Tecnologia

Várias invenções surgiram, enriquecendo as diversas indústrias e os aspectos gerais da vida cotidiana. A introdução do papel, dos relógios mecânicos, das bússolas, dos vários tipos de moinhos (de vento, de água e as serrarias), da imprensa, dos arados, dos botões das roupas, dos óculos e das rodas de fiar causou um tremendo impacto na sociedade medieval. Muitas dessas invenções mudaram o curso das viagens, dos cronômetros, da fabricação de tecidos, da arquitetura, da agricultura e das artes.

Química

Derivando de uma prática oriental chamada alquimia, o ramo da ciência comumente chamado de química também realizou grandes feitos. A alquimia envolvia a busca do elixir da vida, transformando chumbo em ouro. Embora os antigos alquimistas não tenham sido capazes de realizar nem uma coisa nem outra, sua inspiração trouxe à tona grandes descobertas e desenvolvimentos em química e em medicina, incluindo a produção de ácido clorídrico, potassa, ácido nítrico e carbonato de sódio, a identificação de arsênico, bismuto e antimônio e a invenção de versões primitivas de equipamento de laboratório ainda em uso nos dias de hoje.

Matemática

Durante a Idade Média, vários conceitos matemáticos foram introduzidos, vindos do Oriente. O uso do sistema de números arábicos foi popularizado e a álgebra gerou interesse entre os matemáticos. Em relação aos números e às medidas, balanças para ver o peso - assim como noturnais e quadrantes para cronômetros - foram também inventados.

Armas de guerra

A Idade Média fez avanços notáveis em termos de guerra e armamentos. Nos primeiros estágios, foram desenvolvidos armamentos como correntes, espadas e pesadas armaduras de cavaleiros. No entanto, foi Roger Bacon quem aperfeiçoou a fórmula da pólvora, fomentando, assim, a criação de mais instrumentos causadores de morte e destruição. Não tardaram a ser postos em uso canhões e espingardas. A primeira menção a algo parecido com uma pistola data de 1300.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível