Os cinco componentes principais do telefone

Escrito por david dunning | Traduzido por ludmila cavalcanti
Os cinco componentes principais do telefone
O projeto básico do telefone permaneceu inalterado por mais de um século (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

O telefone foi originalmente patenteado pelo inventor escocês Alexander Graham Bell em 1867. Apesar de os avanços na eletrônica, como a invenção do transistor em 1947, terem permitido que o telefone se tornasse mais leve, mais compacto e mais sofisticado ao longo dos anos, o seu projeto fundamental não mudou em mais de 100 anos.

Transmissor

Um aparelho de telefone contém um transmissor e um receptor, com cada um deles ligado à unidade de base por meio de pares separados de fios. O transmissor é um microfone na parte do aparelho em que uma pessoa fala. O microfone converte as vibrações no ar, ou ondas sonoras, criadas pela voz do locutor em uma corrente elétrica, que se torna o sinal de áudio. Dentro do microfone, um diafragma - originalmente feito de uma fina camada de carbono, mas, mais recentemente, feita de plástico - vibra para trás e para a frente, fazendo com que pequenas variações de tensão, sejam amplificadas para a transmissão através da linha telefônica.

Receptor

O receptor funciona efetivamente como o transmissor em sentido inverso, convertendo corrente elétrica flutuante em ondas sonoras audíveis. O receptor é constituído por um ímã permanente, envolto em bobinas de fio fino isolado, e um diafragma. As variações na corrente eléctrica que flui através das bobinas variam a atração do ímã permanente pelo diafragma, fazendo-o vibrar para trás e para a frente e produzir ondas sonoras.

Discador

O discador é o componente do telefone usado para discar o número que o usuário deseja chamar. Os discadores podem ser rotativos ou, mais normalmente, de botões. O discador rotativo tradicional utiliza a rotação da ligação contra a tensão de uma mola para abrir e fechar um interruptor, que faz com que impulsos do fluxo de corrente contínua para a central de comutação. Os botões, por outro lado, produzem um sinal de tom duplo - com uma frequência alta e uma baixa - específicas a cada botão pressionado.

Campainha

A campainha é o componente do telefone que emite um toque audível, ou tom, para alertar o usuário para uma chamada recebida. As campainhas podem ser mecânicas ou eletrônicas, mas ambas respondem a impulsos de entrada de 20 hertz, 75 volts de corrente alternada, da central de comutação. Um dispositivo elétrico conhecido como capacitor impede que a corrente contínua passe através do toque de chamada quando o telefone é levantado do gancho.

Circuito anti-efeito local (side tone)

Efeito local é o termo usado para o som da voz do orador, sendo reproduzido pelo receptor do telefone. Esses aparelhos portanto empregam um circuito especial, conhecido como um circuito anti-efeito local, que inclui um transformador para dividir o sinal do transmissor em dois. O transformador é um dispositivo elétrico constituído por dois enrolamentos no mesmo núcleo. Os sinais divididos são fora de fase, então eles quase cancelam inteiramente um ao outro quando chegam ao circuito receptor.