Cinco funções do esqueleto

Escrito por marcinho lc Google
Cinco funções do esqueleto

Esqueleto humano

Digital Vision./Photodisc/Getty Images

O esqueleto humano, ao contrário do que muitos pensam, não é formado somente pelos ossos. Em sua formação, estão presentes: os tendões, os ligamentos, as cartilagens e também a ossada. O esqueleto de um recém-nascido é composto por 270 ossos, diferentemente de um adulto, que possui 206. Os bebês têm mais ossos, pois em sua estrutura contam com a fontanela, a famosa “moleira”, estrutura membranosa no crânio do bebê que permite que este se mova, facilitando a saída do bebê no momento do nascimento. Com o passar dos anos, estas estruturas tendem a desaparecer.

Outras pessoas estão lendo

Suporte: a sustentação do corpo

Digital Vision./Photodisc/Getty Images

Responsável pela armação de uma estrutura, o esqueleto dá suporte aos tecidos moles, que possuem propriedades estruturais e transmitem forças e realizam grandes deformações. Esses tecidos também são dotados de pontos de fixação para grande parte dos músculos do corpo humano, já que os músculos estão inseridos nos ossos, e somente por isso cumprem com a função de suporte do corpo. É devido a essa característica que nos diferenciamos dos demais animais no processo evolutivo. Somos animais que caminhamos em pé, eretos.

Movimento

Digital Vision./Photodisc/Getty Images

Como dissemos anteriormente, os músculos estão fixados nos ossos e é nessa junção que se formam as articulações. Responsável pelo movimento do esqueleto, elas se classificam em: sinartrose (inflexível), anfiartrose e diartrose (permite movimento). Esta última ainda pode ser classificada em: sinoviais, que contém espaço entre os ossos e são separadas por eixo e movimento (com um eixo e dois movimentos, dois eixos e quatro movimentos, três eixos e seis movimentos e de maior mobilidade); fibrosas, que possuem tecido fibroso entre as articulações e cartilaginosas, que apresentam cartilagem entre os ossos.

Proteção

Digital Vision./Photodisc/Getty Images

Outra função muito importante do esqueleto é a proteção contra lesões. Imagine o que seria dos nossos órgãos vitais sem esta proteção? É através dele que o coração, o pulmão, o fígado e os rins estão bem protegidos pela caixa torácica. Vale lembrar que o cérebro, o cerebelo e a medula espinhal também estão protegidos. Os primeiros pelo crâneo e o último pelas vértebras. O esqueleto ainda protege a bexiga urinária e os órgãos reprodutores internos, como o útero, por exemplo, no caso das mulheres, pela pelve óssea.

Reserva de minerais

Digital Vision./Photodisc/Getty Images

Alguns minerais muito importantes são estocados nos ossos, como: cálcio, fósforo, sódio, potássio e outros. É através do sistema vascular que esses minerais são distribuídos para outras regiões do organismo. Por exemplo, se a mulher, durante a gravidez, não tiver uma alimentação adequada com uma boa quantidade de cálcio, este será removido de seu corpo para ser utilizado no desenvolvimento dos ossos do bebê. Por conter um grande quantidade de minerais em sua formação, os ossos podem permanecer inquebráveis durante anos, mesmo após a morte.

Hematopoiese

Digital Vision./Photodisc/Getty Images

Processo pelo qual se formam, se desenvolvem e se maturam as células do sangue (eritrócitos, leucócitos e plaquetas), a partir da célula hematopoiética, também conhecida como célula-tronco. Durante o período fetal, fígado e baço são os órgãos responsáveis pela hematopoiese. Após o nascimento, a medula óssea vermelha de alguns ossos produz os eritrócitos, leucócitos e plaquetas que estarão no sistema circulatório.

Não deixe de ver

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2015 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media