Cirurgia de Entrópio em cães

Escrito por katina blue | Traduzido por marina bentti mourad
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Cirurgia de Entrópio em cães
Bulldogs e Shar Peis são duas das raças que são mais comumente afetadas por entrópio (Bulldog image by Benjamin Huseman from Fotolia.com)

Alguns cães são afetados por uma condição conhecida como entrópio, um aumento anormal na laminação da pálpebra, que faz com que os cílios raspem na superfície do globo ocular. Esta condição pode ser muito dolorosa, e pode causar outros problemas, tais como úlceras corneanas ou erosão. A cirurgia é comumente usada para tratar o entrópio.

Outras pessoas estão lendo

Blefaroplastia

A cirurgia de entrópio é conhecida como blefaroplastia, e é considerada uma forma de cirurgia plástica ou cosmética. A cirurgia envolve a remoção de excesso de dobras da pele ao redor da área dos olhos para tornar a pele desta região mais firme. A cirurgia é normalmente adiada até que a região da cabeça do cão esteja mais desenvolvida, com cerca de seis meses de idade.

Filhotes

Para filhotes mais novos um procedimento cirúrgico chamado de "aderência" é usado. Este procedimento envolve a colocação de grampos em torno dos olhos para puxar a pele da pálpebra para cima de modo que a condição seja corrigida enquanto ocorre o crescimento. Os grampos são deixados durante sete a 10 dias. Nos cachorros jovens, a taxa de crescimento é tão rápida que o entrópio pode ser corrigido dentro desta pequena quantidade de tempo, antes dos grampos serem removidos.

Após a cirurgia

Depois que um cão é submetido a cirurgia de entrópio, ele é enviado para casa com um colar elizabetano em torno de seu pescoço. Este colar vai impedi-lo de coçar os pontos cirúrgicos. Até que os pontos sejam removidos, ele é usado o tempo todo. Além disso, os antibióticos tópicos podem ser prescritos para evitar a infecção em torno do local da cirurgia. Um veterinário irá agendar consultas para checar os olhos e ver se eles estão cicatrizando corretamente.

Prognóstico

A taxa de sucesso da cirurgia de entrópio varia de acordo com a raça, idade e casos específicos. Em geral, a cirurgia de entrópio é bem sucedida em 90 a 95% dos casos, e a recorrência é muito rara, a menos que a cirurgia envolva uma extensa remoção da pele, tais como na raça Shar Pei. Neste caso, várias cirurgias de acompanhamento podem ser necessárias para corrigir completamente o problema.

Precauções

Se o seu cão é um candidato para a cirurgia de entrópio realize uma pesquisa sobre o veterinário que vai realizá-la. Se ela não for feita corretamente, ou o entrópio é corrigido em excesso, a pálpebra poderá rolar para fora, ou não fechar completamente. Isso pode causar ainda mais irritação da córnea que exigirá outra cirurgia para corrigir. Consultar um veterinário que concluiu com êxito muitas cirurgias de entrópio vai ajudá-lo a evitar problemas mais sérios.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível