Cirurgia e recuperação do câncer cervical

Escrito por janey lewis | Traduzido por angela spada
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

Câncer cervical é uma condição em que células cancerosas invadem a cérvix, a parte do corpo que une o útero de uma mulher à vagina. A cérvix aumenta de tamanho durante o parto e serve como via de passagem para o bebê se movimentar do útero para a vagina. O câncer cervical quase sempre requer cirurgia, mas os procedimentos cirúrgicos são bem diferentes, dependendo da extensão de disseminação do câncer. Algumas cirurgias até permitem à paciente evitar a infertilidade permanente.

Outras pessoas estão lendo

Cirurgia durante os estágios iniciais

Mulheres em estágios extremamente iniciais do câncer podem se submeter à cirurgia que lhes permita ainda ter filhos. Uma biopsia em cone ou excisão electrocirúrgica em alça remove apenas a parte da cérvix que contém as células cancerosas. A criocirurgia mata as células cancerosas por congelamento, enquanto a cirurgia a laser destrói as células queimando-as. Todas essas cirurgias são para mulheres com câncer não invasivo e podem ser o único tratamento necessário se todas as células cancerosas forem removidas. Embora possam necessitar de anestesia, normalmente essas cirurgias são feitas em centro cirúrgico em regime ambulatorial. O paciente pode ir para casa logo após a terapia e muitas vezes tem pouco desconforto e a recuperação é rápida.

Estágios médios e avançados

Nas mulheres em estágios médios e avançados de câncer cervical, a histerectomia é uma cirurgia comum. A histerectomia simples remove o útero e a cérvix, mas deixa os ovários e as tubas uterinas. A histerectomia radical está disponível para mulheres cujo câncer se espalhou por todos os órgãos reprodutivos. O cirurgião remove o útero, cérvix, ovários, tubas uterinas e parte da vagina. As mulheres com câncer recorrente podem se submeter à exenteração pélvica. Juntamente com os órgãos reprodutores, o cirurgião também pode remover a bexiga, o reto e parte do cólon. Algumas mulheres podem realizam traquelectomia. Com esta cirurgia, a cérvix é removida, mas o médico aplica um ponto, ou sutura, em "bolsa" no útero na expectativa de que a mulher seja capaz de conceber e dar à luz a um bebê por secção cesariana. A traquelectomia normalmente é reservada para mulheres jovens e o índice de sucesso de fertilidade é de 50%; todavia, o índice de aborto é bastante alto.

Recuperação imediata após cirurgia extensa

A paciente deve exercitar a perna no leito além de fazer exercícios respiratórios após a cirurgia. Deve começar a andar o mais breve possível. Pode ter dor significativa, e muitas vezes são prescritos analgésicos. A maioria das pacientes permanece de seis a oito dias no hospital. A fraqueza pós-cirúrgica é comum, juntamente com alguma náusea e vômito. Na maioria das vezes elas iniciam a ingestão de líquidos primeiros e então, gradualmente, voltam à dieta com alimentos sólidos.

Recuperação tardia

Leva de quatro a oito semanas para que as mulheres se sintam totalmente recuperadas de uma cirurgia de grande porte. Os médicos sugerem que as pacientes evitem o movimento físico extenuante, bem como o levantamento de pesos por cerca de oito semanas, e as relações sexuais por, pelo menos, seis semanas. Algumas apresentam complicações vesicais e intestinais após a cirurgia de câncer cervical, incluindo dificuldade na micção e constipação ou diarreia. No caso de mulheres com extenso câncer cervical, o médico também pode recomendar a quimioterapia e a radioterapia para se certificar de que todas as células cancerosas sejam destruídas.

Menopausa

Como a histerectomia remove os órgãos reprodutores, a mulher terá uma menopausa imediata. Os sintomas após a cirurgia cervical podem ser mais pronunciados que durante a menopausa natural. A medicação de reposição hormonal pode ajudar nesse problema, especialmente se a paciente iniciar a terapia antes da cirurgia.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível