Classificação do milho

Escrito por dawn walls-thumma | Traduzido por franciele gobi
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Classificação do milho
O milho provavelmente evoluiu de gramas silvestres (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

O milho (Zea mays) é uma planta originária da América do Norte, onde tornou-se uma das principais fontes de alimento das civilizações antigas. Muitos anos de cultivo de milho resultaram em uma planta que não pode sobreviver sem cuidados na mata, mas que possui muitas utilidades nas civilizações humanas como fonte de alimento e ingrediente em diversos produtos, como plásticos, tintas, tecidos e produtos químicos. Além disso, a taxonomia do milho revela alguns parentes inesperados.

Outras pessoas estão lendo

Reino

No nível mais amplo da classificação, o milho pertence ao reino plantae. Os membros desse reino sintetizam o seu próprio alimento a partir da luz solar, enquanto as paredes celulares rígidas lhes dão a forma ereta na ausência de um esqueleto. Devido à sua capacidade de converter a energia luminosa em energia química, as plantas como o milho atuam como produtores primários, transformando a energia da luz solar disponível em açúcar para outros organismos.

Divisão (filo)

A palavra flor geralmente traz à memória flores coloridas e vistosas, muito diferente dos pendões de cor marrom claro do milho. Pelo fato de o milho utilizar o vento para a polinização, ele não precisa gastar energia em desenvolver flores de cores vibrantes e perfumadas para atrair polinizadores, como abelhas e borboletas. As plantas do milho produzem separadamente as partes femininas e masculinas. Um pendão no centro da planta -- a estrutura masculina -- produz o pólen, enquanto o cabelo compõe um obstáculo para o pólen que vem com o vento. Dentro de minutos, o pólen começa a desenvolver um tubo dentro dos cabelos do milho para transportar as células do esperma dentro do grão de pólen para o ovário da planta. (Ver referência 4).

Classificação do milho
Cada cabelo guia resulta em um óvulo que se desenvolve em um único grão (Thinkstock/Comstock/Getty Images)

Classe

Dentro da divisão das flores, as plantas podem se enquadrar em duas classes: monocotiledôneas e dicotiledôneas, sendo o milho pertencente à primeira classe. Os embriões dele possuem apenas uma folha de cotilédone em sua semente. Uma vez que a planta cresce, as veias da folha se desenvolvem paralelamente umas às outras e o tecido vascular é espalhado ao longo do caule ao invés de organizado em um padrão uniforme. Outras plantas monocotiledôneas incluem as bananas, lírios e palmeiras.

Família

Dentro da classe das monocotiledôneas, o milho pertence à família de gramíneas Poaceae. Apesar de, aparentemente, o milho não apresentar muita semelhança com as gramas de jardim, ele mostra os traços necessários para a participação na família. As gramas possuem caules redondos e ocos, e as suas folhas formam bainhas ao redor delas. As flores não são chamativas e se desenvolvem como espiguetas, o pendão, no caso do milho. As sementes desenvolvem-se como pequenos grãos com camadas duras sem a proteção dos frutos ao redor pra encorajar a dispersão por animais.

Gênero

O milho pertence ao gênero Zea, o último nível de classificação antes da espécie. Ele inclui cinco espécies, quatro das quais crescem na América Central. Os membros do gênero Zea dividem os pendões sedosos com as flores fêmeas e a formação de grãos robustos como sementes. As espécies Zea podem ainda ser subdivididas em centenas de variedades e cultivares que crescem para satisfazer muitas funções do milho.

Classificação do milho
Variedades especiais do milho produzem grãos com diferentes propriedades (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível