Clindamicina para doenças felinas

Escrito por edward j. lamb | Traduzido por giovana moretti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Clindamicina para doenças felinas
O clindamicina trata infecções bacterianas (Centers for Disease Control and Prevention)

Donos de animais podem administrar o antibiótico clindamicina aos seus gatos, na forma líquida, para tratar uma variedade de infecções bacterianas. A dose do clindamicina depende da severidade da infecção e do peso corporal do gato. Efeitos colaterais gastrointestinais podem ocorrer, mas os donos também precisam observar seus gatos quanto a sinais de reações alérgicas ao medicamento.

Outras pessoas estão lendo

Indicações

Em gatos, o clindamicina tem indicações aprovadas pela "U.S. Food and Drug Administration" (Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos) para tratar infecções na pele e nos dentes. O medicamento também pode prevenir e tratar infecções de ferimentos profundos. As bactérias suscetíveis ao clindamicina são a Staphylococcus aureus, Staphylococcus intermedius e Streptococcus spp., Clostridium perfringens e Bacteroides fragilis.

Dosagem

O dono do animal precisará falar com o veterinário sobre como medir e administrar as doses de clindamicina. A informação do medicamento aponta que uma dose efetiva pode variar de 5 mg a 15 mg a cada 0,5 kg de peso. Geralmente, os gatos devem receber apenas uma dose de clindamicina a cada 24 horas, e não mais que 14 dias.

Efeitos colaterais

Administrar clindamicina a um gato pode fazer com que o animal vomite ou tenha diarreia. A informação do produto caracteriza esses efeitos colaterais como "ocasionais". Também, gatos tratados com clindamicina por longos períodos podem desenvolver fermentação secundária e difícil de tratar, além de infecções do trato urinário inferiores.

Cuidados e contraindicações

Alguns gatos são alérgicos a clindamicina. Isso pode se manifestar como uma erupção que causa coceira compulsiva e problemas na respiração, e uma alergia ao clindamicina, às vezes, pode ser fatal. Também, os efeitos colaterais gastrointestinais do clindamicina o tornam uma má escolha para tratar chinchilas, porquinhos-da-índia, cavalos, coelhos e ruminantes, tais como cabras e vacas. Pessoas não devem usar formulações veterinárias do clindamicina.

Produtos disponíveis

Muitas empresas produzem clindamicina líquido especialmente formulado para a adminsitração a gatos. A Pfizer faz o Antirobe Aquadrops, e a Virbac AH faz o Clinsol. Há genéricos do clindamicina líquido para gatos disponibilizados pelas empresas First Priority e Teva Animal Health.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível