Como combater a fadiga crônica e a fadiga adrenal

Escrito por contributing writer | Traduzido por aline fernandes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como combater a fadiga crônica e a fadiga adrenal
É possível combater tanto a fadiga crônica quanto a fadiga adrenal conhecendo os seus sintomas e as opções de tratamento (Creatas Images/Creatas/Getty Images)

A síndrome da fadiga crônica é um transtorno que faz lhe sentir uma fadiga extrema que não melhora com o repouso. Não há uma causa conhecida, mas existem sinais associados à síndrome. A fadiga adrenal, também conhecida como insuficiência adrenal ou hipocortisolismo, é um transtorno onde as suas glândulas adrenais não produzem cortisol e aldosterona suficientes. Ambos os transtornos podem ser combatidos ao conhecer os sintomas e as opções de tratamento e incorporar mudanças ao estilo de vida.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

Instruções

    Combata a fadiga crônica e a fadiga adrenal

  1. 1

    Conheça os sintomas. Se sofrer da síndrome da fadiga crônica, os seus sintomas podem ir e vir com frequência, mas sem um padrão identificável. Você pode ter oito sintomas oficiais, como fadiga, garganta inflamada, dor muscular inexplicável e perda de memória, ou sentir uma dor que se move de uma articulação a outra sem inflamação ou vermelhidão e dor nos nódulos linfáticos em suas axilas e seu pescoço, que estarão dilatados. Dor de cabeça, cansaço extremo, que dura mais de 24 horas após um exercício mental ou físico, e sono não restaurador são outros sintomas.

    Com insuficiência adrenal, como a doença de Addison, os sintomas aparecem no decorrer de vários meses. Pode-se vivenciar um escurecimento da sua pele, perda de peso com falta de apetite, dor muscular, irritabilidade, pressão baixa, fraqueza muscular, debilidade ou dor nas juntas. Você também pode sentir desejo de comer sal. Com insuficiência suprarrenal, também terá pressão baixa, vômitos intensos e diarreia. Além disso, poderá sentir dor nas pernas, no abdômen ou na região lombar, perder a consciência ou ter um nível elevado de potássio.

  2. 2

    Trate a sua fadiga. Com insuficiência adrenal, terá de repor os hormônios que o seu corpo não está produzindo. Por isso, o seu médico pode receitar uma dose diária de corticosteroides ou fludrocortisona para repor a aldosterona. Infelizmente, não existe um tratamento específico para a síndrome da fadiga crônica. O seu médico pode, no entanto, ajudá-lo a combatê-la por meio do alívio de sintomas. Por exemplo, poderá tomar remédios anti-inflamatórios como ibuprofeno e acetaminofeno para tratar a sua dor. Se tiver pressão baixa, o médico poderá receitar remédios com atenolol ou fludrocortisona para aumentá-la. Outros medicamentos, como clonazepam, podem aliviar a sensibilidade da pele e a tontura.

  3. 3

    Mude o seu estilo de vida. Tente dormir o suficiente. Exercite-se regularmente. Deve-se começar com exercícios lentos como caminhadas, ciclismo ou hidroginástica. Os exercícios de alongamento e relaxamento podem ajudar a combater os sintomas. Além disso, faça uma alimentação balanceada, limite o consumo de cafeína e beba bastante líquidos. O seu médico pode recomendar evitar esforços psicológicos e físicos excessivos e moderar as atividades diárias para combater a síndrome da fadiga crônica, ou sugerir uma combinação de terapia cognitivo-comportamental com exercícios graduais e constantes. Essa combinação pode ajudar a melhorar os seus sintomas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível