Como comparar Nascar à F1

Escrito por david ferris | Traduzido por guilherme maluf
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como comparar Nascar à F1
NASCAR é popular nos EUA, enquanto a F1 atrai uma enorme audiência internacional (car racing image by araraadt from Fotolia.com)

As corridas de automóveis são um esporte popular e dinâmico e a NASCAR e a Fórmula 1 (F1) geram enormes audiências na televisão, rádio e eventos ao vivo. Os espectadores são atraídos pela velocidade, competição, perigo e demonstrações impressionantes do maquinário automotivo e dos pilotos ao volante. No entanto, a NASCAR e a F1 se diferenciam em diversas formas, como o estilo do chassi, a forma de conduzir as corridas e as regras de cada campeonato, tornando-as bem diferentes.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Considere as diferenças na esfera mecânica. Carros de F1 são extremamente desenvolvidos tecnologicamente, construídos sobre um chassi leve, motores altamente potentes, uso de auxílio digital de direção (como controle de tração), e empregam uma aerodinâmica sofisticada para aumentar a velocidade. Os veículos da NASCAR, por outro lado, devem compartilhar o mesmo padrão para que as diferentes equipes não possuam vantagem tecnológica significativa sobre as demais. Eles são mais pesados, montados sobre um chassi de aço tubular, e sua mecânica é mais simples, com caixas manuais de câmbio.

  2. 2

    Olhe o mapa. Os fãs da NASCAR são quase que exclusivamente norte-americanos, enquanto a F1 atinge uma audiência mais internacional. Ela tem grandes prêmios no mundo todo, incluindo Sepang, Imola, Barcelona, Monte Carlo e Magny-Cours, enquanto a NASCAR só acontece nos EUA.

  3. 3

    Analise seus respectivos estilos de corrida. Como os carros de F1 dependem muito da aerodinâmica, ultrapassagens não são o foco central da estratégia da corrida, que tende a ser rápida, mas sem trocas constantes de posições. Em contrapartida, a NASCAR depende de ultrapassagens para correr e ganhar. Acontecem ultrapassagens de menos na F1 e, talvez, em excesso na NASCAR, de acordo com a revista F1 Fanatic. Além disso, choques com outros carros são proibidos na F1, mas liberados na NASCAR.

  4. 4

    Considere as diferenças históricas e suas origens particulares. A F1, em seu formato atual, começou em 1950, mas suas raízes remetem ao período anterior à Segunda Guerra Mundial, quando competidores corriam em estradas rudimentares da Itália, Alemanha, França e outros países europeus. Os carros alemães e italianos dominavam no início, mas os ingleses começaram a se tornar competitivos conforme a indústria automotiva inglesa melhorava. A NASCAR, por outro lado, começou em 1949 como um esporte exclusivamente americano. A década de setenta foi a deslanchada da corrida, quando Carl Yarborough, Richard Petty e outros campeões elevaram a estrutura da NASCAR no mundo dos esportes americanos e ajudaram a elevá-la ao alto patamar atual.

  5. 5

    Veja as diferenças na pista. As corridas de F1 são feitas em percursos de rua temporários ou sinuosas pistas dos Grandes Prêmios. A NASCAR, por outro lado, acontece em circuitos ovais pavimentados usados exclusivamente para corridas, apesar de ocasionalmente também organizar corridas de rua.

  6. 6

    Contemple a diferença nas velocidades e potências. Os carros de F1 correm a uma velocidade média de 241 km/h e atingem máximas de mais de 320 km/h, mas algumas pistas são mais rápidas do que outras. Sua potência varia de 850 a 1000 cavalos. Assim como na F1, a velocidade dos carros da NASCAR varia muito conforme a pista. A média no circuito Talladaga Superspeedway - considerado o mais rápido da competição NASCAR - é 289 km/h, mas na pista mais lenta a velocidade média é de cerca de 128 km/h. Os carros têm, em média, cerca de 850 cavalos de potência.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível