Como competir com um colega de trabalho desrespeitoso

Escrito por ehow contributor | Traduzido por fernanda m. blauvelt
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como competir com um colega de trabalho desrespeitoso
É importante saber lidar com colegas de trabalho desrespeitosos (workplace image by Andrey Kiselev from Fotolia.com)

Não importa o quanto você trabalhe duro, seja gentil, leal, dedicado, honesto e absolutamente fabuloso - ainda pode haver pessoas no seu trabalho que não o tratam com respeito. Isso pode ser frustrante, mas não deveria causar estragos à sua auto-estima ou arruinar o seu dia. Na verdade, isso não deveria nem fazer você ligar. Assim como Karen Burns, "blogger" e autora do livro "The amazing adventures of working girl" (As incríveis aventuras de uma garota trabalhadora), escreve sobre colegas de trabalho desrespeitosos: "Reconheça que alguma coisa está errada com aquela pessoa... [e] se preocupe com a sua vida como se a pessoa problemática nem estivesse ali". Em outras palavras: não é você, são eles. Competir com um colega de trabalho desrespeitoso pode ser difícil, mas uma vez que você aprende como, você pode voltar a ser aquela pessoa encantadora, incrível, focada e respeitável. Deixe que essas dicas indiquem o caminho!

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Desligue-se, desligue-se, desligue-se! De modo algum você deve deixar a atitude desrespeitosa de outra pessoa penetrar sua alma e ferir seu espírito. Assim como a autora Karen Burns escreve, "não os deixe ver que estão lhe afetando." Concordo e encorajo que você dê um passo a mais: não os deixe lhe afetar, ponto final. Outra pessoa é apenas outra pessoa; ela não é um deus onisciente e super-poderoso. A opinião dela sobre você ou seu comportamento em relação a você não tem ligação com quem você realmente é.

  2. 2

    Diga, "não sou eu, são eles". Há vários tipos de motivos pelos quais as pessoas agem desrespeitosamente, mas geralmente se resume a egos grandes que elas constroem para esconder suas inseguranças e medos internos. As pessoas podem ser egocêntricas, inconscientes, imaturas, invejosas ou apenas sem noção. Seja quais forem as razões, lembre-se, o comportamento de outra pessoa não tem nada a ver com você; então, não interprete isso como um sinal de que algo está errado com você.

  3. 3

    Pare de tentar se provar para os outros. Tentar ganhar o respeito de pessoas desrespeitosas pode se tornar um vício. Nós queremos ser respeitados e quando sentimos que não somos, mudamos nosso comportamento de um modo que pensamos que nos ganhará mais respeito. Quando essa nova linha de comportamento não nos dá o respeito que queremos, tentamos uma nova tática. Se isso não funciona, fazemos alguma outra coisa novamente. No final, nos perdemos e nos tornamos dispersos e vazios. Você não está no trabalho para ganhar um concurso de popularidade. Você está no trabalho para trabalhar. Continue focado no seu emprego e desligue-se das dinâmicas sociais no local de trabalho.

  4. 4

    Se conheça e se respeite. Uma das razões do desrespeito de outra pessoa ser tão doloroso para nós é porque isso serve como um espelho de nossas próprias inseguranças e como um lembrete de que podemos não estar nos respeitando tanto quanto deveríamos. Valorizar-se é o único tipo de respeito que importa. Você se respeita? Como você pode se respeitar mais? O que você pode fazer para cultivar um sentimento mais profundo de valorização própria? Segure-se. Seja gentil com você mesmo. E sobretudo, valorizar-se é mais importante do que o respeito ou reconhecimento que você recebe de outros.

  5. 5

    Encontre um aliado no trabalho. Não estou falando de fofoca, fazer um caso contra um colega de trabalho desrespeitoso ou pedir que as pessoas escolham lados. Se os atos de desrespeito são grandes - como assédio sexual, insultos verbais - e interferem na sua habilidade no trabalho, você pode querer procurar uma opinião de um colega de trabalho, do chefe do seu chefe ou da equipe de recursos humanos da companhia.

  6. 6

    Discipline sua mente e sua boca. Não pense ou fale sobre seus colegas de trabalho quando você sai do trabalho. Desabafar para as pessoas que você gosta pode parecer um ótimo modo de aliviar a raiva reprimida, mas esse tipo de comportamento tem, na verdade, o efeito oposto. No final das contas desabafar não serve para aliviar, mas sim para reforçar a situação negativa. Quanto mais você pensa e fala sobre suas frustrações, mais forte elas se tornam. Fale sobre seu trabalho com quem você gosta somente se você estiver procurando uma opinião deles para encontrar uma solução. Não comece a conversa com, "meu colega de trabalho é um idiota!". Comece dizendo, "estou tendo dificuldades com um dos meus colegas de trabalho e gostaria de saber se você pode me ajudar dando algumas soluções". Isso irá manter sua conversa (e sua mente) focada em como produtivamente seguir em frente, ao invés de simplesmente reviver os sentimentos negativos do passado.

  7. 7

    Demita-se. Pode ser fácil habituar-se a comportamento desrespeitoso e assumir que é assim que o mundo funciona. É dessa maneira que certos grupos no mundo funcionam, nem todos os locais de trabalho estão cheios de desrespeito. Se você tentou seu melhor mas ainda não é capaz de fazer um bom trabalho no seu emprego, sob as atuais circunstâncias, ou se o desrespeito que você recebe está corroendo sua auto-estima, você pode querer considerar procurar um novo emprego, ou se você tem meios financeiros, se demitir imediatamente. Um componente importante de respeitar-se é não se submeter a situações abusivas por longos períodos de tempo.

  8. 8

    Proteja-se. Deixar um emprego imediatamente não é sempre uma opção, e em nossa economia atual, encontrar um novo pode levar muito tempo. Enquanto isso, faça da sua saúde mental prioridade. Seja gentil consigo mesmo, não leve o desrespeito para o lado pessoal e coloque um escudo em seu coração.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível