Mais
×

Complicações do lifting com fio

Atualizado em 17 abril, 2017

O lifting com fio foi desenvolvido como um procedimento cosmético alternativo para melhorar o rosto dando-o uma aparência mais jovem e atrativa. Também chamado de fio russo, a técnica foi desenvolvida para oferecer aos pacientes uma alternativa mais rápida ao lifting facial tradicional, o que requer pelo menos quatro horas de cirurgia, e um tempo de recuperação que pode durar até um mês. Embora o lifting com fio seja cada vez mais popular no mundo da cirurgia plástica, ele pode apresentar complicações.

O lifting com fio, ou fio russo, é uma técnica que deixa pouca ou nenhuma cicatriz no rosto (Thinkstock Images/Stockbyte/Getty Images)

Objetivos do lifting facial

O lifting facial tem dois objetivos básicos. O primeiro é firmar a pele do rosto, o que diminuirá as rugas e dará uma aparência mais jovem geral. Na técnica tradicional de lifting facial, isso é feito por incisões cirúrgicas ao redor do tecido cutâneo do rosto, levantando-o integralmente e esticando-o. A pele em excesso é cortada na técnica tradicional. Antes de costurar a pele de volta no lugar, cirurgicamente chamado de "suturação", os músculos e o tecido sob a pele são manipulados para atingir o objetivo de "elevação". O lifting é necessário para resultados estéticos aceitáveis, já que o rosto parecerá anormal se a pele for esticada apenas para os lados. A elevação para cima completa o procedimento, de forma que o resultado faça sentido visivelmente.

O desenvolvimento do lifting com fio

O lifting facial tradicional não só requer um a grande quantidade de tempo e dinheiro como também pode ser uma experiência traumática para os pacientes. com alto risco e possíveis complicações. A cirurgia plástica avançou com outras técnicas de lifting, como a endoscópica e o mini lifting facial, para diminuir a cicatriz e o tempo de recuperação. O lifting com fio foi desenvolvido para superar as outras técnicas no que se refere ao tempo de cirurgia (tendo duração de uma hora); custo, o que, de acordo com o site Consumer Guide for Plastic Surgery, custa entre R$ 4.500 e R$ 9.500; cicatriz, que é pouca ou nenhuma; e o tempo de recuperação, que é menor que dois dias sem realizar nenhum esforço físico árduo, e uma semana para voltar às atividades normais, como o treino de academia. O lifting com fio também promete uma resultados na aparência mais naturais do que as outras técnicas.

O procedimento

O lifting com fio é a técnica menos invasiva, segundo o Guia do consumidor para cirurgia plástica, e é realizada sob anestesia local. Ao invés de fazer incisões do lifting facial tradicional ao redor das orelhas e na linha do cabelo para elevar a pele do rosto, os cirurgiões plásticos fazem pequenas incisões em lugares estratégicos. O lifting com fio é direcionado apenas para os problemas da região, e não alterar o rosto inteiro. Os médicos usam uma agulha e fios cirúrgicos especiais para levantar e suspender o tecido facial. Os fios têm farpas que se prendem no local, e supostamente estimula a produção de colágeno nessas áreas alcançadas. O lifting facial é realizado com precisão e promete pouca ou nenhuma cicatriz, e a inserção estratégica dos fios e a "elevação" têm como objetivo deixar uma aparência mais natural.

Efeitos secundários

Os efeitos secundários de um lifting com fio são poucos, principalmente comparado a outras técnicas de lifting facial. Após o procedimento, o paciente precisará de assistência para as atividades comuns por um dia, e pode ser que o cirurgião recomende apenas alimentos leves por uma semana. Um desconforto pequeno pode ser resolvido com Aspirina. A dor pode ser controlada com medicações orais, como o paracetamol. A área tratada pode ficar machucada ou inchada, o que diminuirá dentro de uma semana ou menos. As regiões também podem ficar dormentes. Os efeitos secundários podem ser tratados com ibuprofeno. O cirurgião provavelmente recomendará que a cabeça fique elevada para reduzir o edema.

Resultados variados

O lifting com fio ainda é considerado um procedimento novo de lifting facial, e seus resultados a longo prazo ainda são desconhecidos. Os resultados nos pacientes variam muito, dependendo das expectativas e da habilidade do cirurgião. Os resultados finais do lifting não serão visíveis para julgamento até três semanas depois do procedimento.

Alguns pacientes relatam nenhuma melhora ou diferença em sua aparência. Sandra B. Goodman, escritora para o jornal Washington Post, publicou em 2006 o artigo "A lift at lunchtime" ("Um lifting no horário de almoço"), no qual o presidente fundador da Sociedade Americana para Cirurgia Plástica Estética, Robert W. Bernard, descreveu os resultados de um procedimento de lifting facial com fio como "abaixo do esperado".

Complicações com os fios

Existem relatos de pacientes de que os fios ficarão visíveis na pele depois do procedimento. Também há relatos de fios que se juntaram e alguns que saíram pela pele. Em alguns casos, as farpas dos fios podem ser sentidas na pele e vistas.

A infecção é outra possível complicação, apesar de ser rara, de acordo com o site Consumer Guide to Plastic Surgery. As infecções podem ser tratadas com antibióticos e em raras ocasiões, a drenagem pode ser necessária. As infecções também trazem o risco de deixar cicatrizes no tecido cutâneo.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article