Complicações de um piercing genital feminino

Escrito por maude coffey | Traduzido por morgana nunes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Complicações de um piercing genital feminino
Piercers profissionais aplicam piercings genitais femininos com agulhas estéreis e ocas. (needle image by Zbigniew Nowak from Fotolia.com)

Piercings genitais femininos são completamente seguros quando aplicados por um profissional licenciado. Escolha um piercer experiente com quem você se sinta confortável em discutir o procedimento e as opções para a sua anatomia. A maioria dos piercings genitais femininos levam de seis a oito semanas para cicatrizar. Problemas durante a cicatrização são possíveis, se você ignorar as diretrizes de limpeza e de cuidados fornecidas pelo seu piercer.

Outras pessoas estão lendo

Rasgar ou romper

Um piercing genital feminino pode ser rasgado ou rompido durante ou depois do processo de cicatrização. Rasgos ou rompimentos ocorrem principalmente durante o processo, enquanto o canal do piercing ainda está se formando. A atividade sexual vigorosa pode causar um rasgo ou ruptura desse canal. No pior dos casos, a joia do piercing genital é arrancada da pele.

Piercings genitais femininos têm menos chance de rasgar ou romper se seu parceiro sexual tiver cuidado ao entrar em contato com o piercing.

Se o seu piercing genital doer ou você sentir que ele está sendo puxado durante a relação sexual, a mudança de posição ou interrupção do ato pode aliviar a dor ou evitar o rompimento.

Infecção

Infecções são possíveis em piercings genitais femininos se o pós-tratamento não for realizado da forma correta durante a cicatrização, se a relação sexual ou o sexo oral forem desprotegidos ou se você permitir que uma pessoa que não seja profissional aplique o piercing.

Tocar o piercing sem lavar as mãos e negligenciar a limpeza dele pode resultar em infecções bacterianas. Mesmo em uma relação monogâmica, preservativos são necessários para se proteger durante o período de cicatrização. Bactérias da pele e dos fluidos do seu parceiro podem causar infecções.

Uma pessoa não profissional utilizando agulhas sujas e instrumentos que não foram esterilizados ou foram esterilizados incorretamente podem levar à transmissão de doenças como a hepatite C.

Lesão dos nervos

A lesão do nervo pode ocorrer em um piercing genital feminino, se aplicado por um piercer novato ou por uma pessoa que não seja profissional. Se o piercer não possuir uma formação em anatomia, o risco de lesionar o nervo é grande. Por exemplo, os clientes geralmente se referem a um piercing no prepúcio do clítoris - o pedaço de tecido que recobre o clitóris - como um piercing no clitóris. Se uma pessoa que não seja profissional não souber como explicar ao cliente a diferença entre os dois piercings e não tiver conhecimento do posicionamento correto, os nervos podem ser cortados durante o procedimento.

Migração

A migração é possível em piercings genitais femininos. Embora seja um processo relativamente indolor, a migração deixa você com cicatrizes e nenhuma joia ou piercing. Durante a migração, o seu corpo rejeita as joias e expulsa-as. A migração ocorre quando o piercing é aplicado muito superficialmente, e muito perto da extremidade da parte do corpo. Por exemplo, os piercing nos prepúcios dos clítoris são colocados no começo do capuz, mas um piercer inexperiente pode colocar a joia na metade ou final. Em um piercing nos lábios internos ou externos, um pedaço pesado de joia pode acelerar o processo de migração quando o piercing for colocado perto da borda dos lábios.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível