Conceitos Gregos de Beleza Clássica

Escrito por emily pate | Traduzido por pedro santos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Conceitos Gregos de Beleza Clássica
Os gregos construíram o Parthenon com atenção cuidadosa para atingir equilíbrio e harmonia. (Medioimages/Photodisc/Photodisc/Getty Images)

O período clássico grego foi de 3000 B.C. a 100 B.C. Durante esse período, os gregos buscaram o sentido da vida por meio da Filosofia, questionando e mudando o papel do estado e do governo pela através da democracia e encorajando a busca pessoal da felicidade. A filosofia e estética visual Grécia Antiga eram considerados a base do pensamento ocidental.

Outras pessoas estão lendo

A relação das partes com o todo

Quando Platão teorizou sobre a Proporção Áurea, ele afirmou que se uma linha dividia algo em duas porções, uma grande a uma pequena, então as duas partes teriam uma relação proporcional uma com a outra ou até com um todo maior se essa porção maior se relacionasse com seu todo maior do mesmo modo que a porção pequena se relacionava com a porção maior. Esse conceito se manifestou na arte e arquitetura como nas séries de esculturas criadas por Fídias no topo das colunas do Parthenon

Equilíbrio e harmonia

A beleza clássica grega combinava elementos de harmonia, ritmo e equilíbrio. Os artistas e arquitetos incorporavam simetria, repetição e medidas proporcionais para conseguir esses ideais. Motivos naturais como rosetas eram comuns na arquitetura, mas sempre utilizados com rígido equilíbrio. Os gregos também utilizam motivos opostos e os combinavam em repetições, como ovos e dardos.

A figura humana

A Grécia Antiga considerava a figura humana uma das mais elevadas formas de beleza. Os Deuses eram personificados através de esculturas que enfocavam a figura humana, principalmente em ação. Os artistas criavam obras que enfocavam uma pessoa ou divindade com um corpo ideal para mostrar músculos e criar um visual de quilíbrio – um equilíbrio perfeito entre forças opostas.

Beleza Pessoal

O amor dos gregos pela figura humana era visível em suas modas e cuidados com sua beleza pessoal. As roupas eram meticulosamente drapeadas e pesadas para revelar o corpo da forma mais favorável possível. Drapeados e pesos adequados revelavam uma elevada posição social. Jóias intricadas eram usadas como adornos pelos gregos. Harmonia e equilibro eram vistos até mesmo nas roupas, uma vez que um ou ambos os ombros poderia estar presos com um broche e bordados de todos os aldos para unificar o visual.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível