Não consigo limpar as algas de minha piscina

Escrito por pamela gardapee | Traduzido por thiago silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Não consigo limpar as algas de minha piscina
Piscinas limpas são mais convidativas do que piscinas com algas (Swimming pool and pool house image by Jim Mills from Fotolia.com)

Para remover as algas de piscinas, é necessário saber quais tipos de algas estão presentes, já que elas estão sujeitas a três tipos de algas. Usar o método certo na alga certa será a diferença entre se livrar das algas ou deixá-las tomarem conta da piscina. No entanto, antes de fazer a limpeza, você deve saber de que alga se trata.

Outras pessoas estão lendo

Algas verdes

A alga mais comumente encontrada em piscinas é a verde. Geralmente, estas aparecem na água quando a mesma fica mais escurecida, o que acontece por conta de filtração ou limpeza irregular. A alga verde flutua na água e gruda nas paredes e degraus da piscina. Adicionar cloro à água durante a noite e algicida polimérico no outro dia são os primeiros passos para se livrar das algas verdes.

É preciso escovar as paredes, o piso, aspirar a piscina e efetuar uma retro-lavagem do filtro, lembrando-se de ajustar o pH para 7,2 ppm antes de iniciar o tratamento com as algas. Geralmente a remoção de algas verdes leva apenas três dias.

Algas mostarda ou amarelas

Algas amarelas não são tão comuns em piscinas, mas podem surgir e, nesse caso, demoram mais tempo para sumir. Ela se forma nos cantos escuros da piscina e são complicadas de combater. Uma reinfecção ocorre quando a piscina não é tratada da forma correta, bem como a bomba e o resto dos equipamentos. Combata a alga com cloro, pela noite, e algicida metálico, no outro dia.

Deixe os brinquedos e equipamentos da piscina dentro da mesma para que sejam eliminados os esporos da alga. Escove, aspire, faça retro-lavagem e adicione produtos químicos até que água esteja limpa. Em seguida, tendo-a límpida, o que pode demorar de sete a oito dias, adicione um sequestrante metálico na água para remover o cobre que resta na piscina, por conta do uso de algicida metálico.

Algas pretas

São raras em piscinas, mas caso não se tomem os cuidados necessários, podem surgir, exigindo grande esforço para sua remoção. De tom verde azulado ou sendo completamente negra, suas raízes se prendem às paredes da piscina e são difíceis de se raspar. Escove as paredes da piscina com uma escova de cerdas duras para soltar a alga.

Adicione algicida metálico e cloro à água. Continue escovando as paredes e piso, aspire a piscina, faça retro-lavagens e adicione químicos até que a alga suma, o que pode levar até dez dias. Depois que a água estiver limpa, adicione um agente sequestrante de metal para remover o cobre residual do algicida metálico.

Algas rosas

Apesar do nome, não se trata de uma alga, e sim de uma espécie de lodo, que muitos chamam de alga rosa, que cresce nos cantos e fendas da piscina, em formato de faixas ou pontos e que raramente se espalha pela piscina. Use uma escova de piscina para soltar o lodo rosa dos cantos e, então, adicione cloro à água na proporção de 1 kg a cada 4.000 l de água.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível