Contra-indicações da Laserterapia

Escrito por dave brummert | Traduzido por nathalia antunes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Contra-indicações da Laserterapia
Usos e contra-indicações da Laserterapia (Laser image by Tigerbeat from Fotolia.com)

A terapia a laser envolve o uso de baixo nível de luz vermelha e luz infravermelha para aumentar o fluxo de sangue, reduzir a dor e inflamação, estimular a cicatrização tecidual mais rápida e síntese de colágeno, e promover a cicatrização de feridas. A palavra 'Laser' é um acrônimo para amplificação de luz por emissão estimulada de radiação. Estudos têm mostrado que a Laserterapia de baixa potência é eficaz no tratamento de pacientes com Síndrome do Túnel do Carpo e uma série de outras doenças.

Outras pessoas estão lendo

Como isso funciona?

Um feixe de luz infravermelha é direcionado sobre a área a ser tratada. A luz penetra na pele e ativa os receptores no tecido para causar um aumento no metabolismo celular. O aumento da atividade das células facilita as outras mudanças, como maior fluxo sanguíneo e reparação dos tecidos. O laser opera a um nível subtermal, portanto, não há efeito de aquecimento, e nem danos para a pele, onde ele é aplicado.

Quando a Laserterapia é usada?

Esse tratamento é indicado para muitos tipos de lesões. Atualmente, estudos têm mostrado que a Terapia a Laser tem resultados benéficos no tratamento da dor em geral, e no tratamento de doenças inflamatórias, tais como Síndrome do Túnel do Carpo, tensões musculares e entorses do ligamento, bem como distúrbios neurológicos, discos rompidos onde os nervos são afetados. Ela também pode ser útil na cura de feridas grandes após cirurgias.

Contra-indicações da Laserterapia

Contra-indicações são as condições ou critérios específicos que podem impedir alguém de receber tratamento. Geralmente, elas dizem quando não é aceitável executar uma tarefa específica. As contra-indicações da terapia a laser incluem: histórico de tumor maligno ou câncer, terapia da região do pescoço, quando problemas de tireoide estão presentes, e histórico de epilepsia. Além disso, ela não deve ser utilizada na barriga de mulheres grávidas, nos ovários e testículos, ou sobre a retina do olho. Alguns médicos acham que esse tratamento não deve ser feito se o paciente tiver febre ou uma doença infecciosa, certas doenças do sangue, ou em caso de perda de sangue.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível