Mais
×

Como conversar sobre sexo com a sua filha pré-adolescente

Atualizado em 17 abril, 2017

Conversar com os filhos sobre sexo, principalmente com uma filha pré-adolescente, pode ser uma experiência um pouco tensa, até mesmo para os pais mais liberais. Mas com certeza, esse receio vem de ambas as partes. É preciso coragem para ser sincero e falar abertamente sobre maturidade e sexualidade. Quando for difícil achar um ponto de partida, a melhor coisa a fazer é sentar-se com eles e começar a falar.

Instruções

Os pré-adolescentes já começam a ter muita curiosidade sobre o sexo (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)
  1. Deixe sua filha confortável e à vontade, garantindo que ela seja completamente normal e que a puberdade é uma fase pela qual todos nós passamos. Converse sobre essas questões de uma forma positiva, para incentivá-la sobre a sua maturação. Compartilhe suas próprias experiências em relação a isso, especialmente as engraçadas. Abrir-se com ela vai encorajá-la a fazer o mesmo com você.

  2. Ouça o que ela tem a dizer. Não seja a única a falar na conversa. Mostre-se interessada e deixe ela expressar suas preocupações e dúvidas sobre a sua maturidade e sexualidade. Responda a todas as perguntas que puder com paciência e sinceridade. Explique para a sua filha que vocês duas podem buscar juntas aquilo que você não souber responder.

  3. Encontre recursos, pela Internet ou em uma biblioteca local, para pesquisar sobre puberdade e sexualidade na pré adolescência. Inclua ela nessa tarefa, deixando-a encarregada de uma parte da pesquisa. Procure sobre o sistema reprodutivo, hormônios e todas as formas de sexo e alguns temas adicionais, como o controle de natalidade, contraceptivos, doenças sexualmente transmissíveis, gravidez e orientação sexual.

  4. Em um momento oportuno, aborde questões como a epidemia de AIDS, casamento entre homossexuais e vírus do papiloma humano. Discuta as exposições sexuais que aparecem nos filmes, anúncios de TV ou outdoors. Ensine-a sobre relacionamentos saudáveis ​​e como não ceder à pressão do grupo. Diga que ela é especial do jeito que é e que não tem que provar nada a ninguém só para ser aceita.

bibliography-icon icon for annotation tool Cite this Article